SAULO: 6,5
Foi mais seguro e confiante que o habitual. Sem culpa no gol, fez boas defesas no jogo

MARCINHO: 5,5
Inconstante no jogo, alternando bons e maus momentos. Pouco trabalho na defesa e pouca eficiência ofensiva

CARLI: 3,5
Errou feio no gol de empate. Primeiro ao errar na saída de bola e na seguida ao furar dentro da área. Mal demais

IGOR RABELLO: 6,0
Melhor que o companheiro e perigoso na bola aérea ofensiva

MOISÉS: 4,0
Nitidamente sem confiança, errou lances bobos e cruzamentos fáceis sozinho no ataque

GUSTAVO BOCHECHA: 5,0
Fez partida mediana, com alguns bons passes clareando o jogo, mas faltando força e intensidade em outras jogadas

MATHEUS FERNANDES: 5,5
Mais dinâmico que o companheiro, fez desarmes e chegou na frente, com uma finalização perigosa. Fugindo do seu estilo, abusou de tentar dribles

RODRIGO LINDOSO: 6,0
Marcou, jogou e tentou levar o time. Foi perigoso na construção de jogadas

LUIZ FERNANDO: 7,5
Melhor do time, corre, marca, constroi, dribla, chega, chuta e faz gol. Precisa de melhor companhia

ERIK: 4,5
Atuação apagadíssima, escolhas erradas e baixa efetividade

KIEZA: 4,5
Outro que decepcionou. Perdeu a maioria das disputas. Sofreu um pênalti não marcado

JOÃO PEDRO: 4,0
Entrou? Não acertou praticamente nada em campo, não marcou nem armou o jogo

RODRIGO PIMPÃO: 5,5
Entrou com gás e disposição, mas o time já não construía jogadas nem ajudava. Se esforçou

BRENNER: sem nota
Entrou no fim e quase não tocou na bola

ZÉ RICARDO: 5,5
Era jogo para vencer. Seu time foi melhor, mas não se impôs o suficiente nem aproveitou as chances de ganhar o jogo. Alterações não melhoram a equipe, que sempre baixa o rendimento no segundo tempo

Fonte: Redação FogãoNET