JEFFERSON – 7,0
É um monstro. Sempre que exigido, mostrou segurança. O que falar desse ídolo?

LUIS RICARDO – 7,0
Preencheu os espaços na defesa e foi efetivo no apoio. Cruzou a bola para o belo gol de Ribamar.

EMERSON – 7,0
Muito firme na marcação, ganhou por baixo de Fred quando preciso. Mostrou segurança.

CARLI – 7,5
Soberano na disputa com Fred e nas bolas altas, esteve impecável. Faz o que se espera de um xerife.

DIOGO BARBOSA – 7,0
Fez o cruzamento para o gol de Gegê e foi sempre preciso nas subidas ao ataque.

RODRIGO LINDOSO – 7,0
Preencheu os espaços no meio, fez a bola girar e também esteve bem nos desarmes quando acionado.

AIRTON – 7,0
Firme como sempre na proteção à zaga. É importantíssimo no esquema de Ricardo Gomes.

BRUNO SILVA – 7,5
Um leão na marcação, se multiplicou em campo. Muito bem no jogo!

GEGÊ – 7,0
Marcou um belo gol de cabeça e participou bem do jogo, mesmo sendo o único armador de ofício da equipe.

SALGUEIRO – 6,5
Entrou no final e deu três chegadas nos adversários, aplicando-se na marcação. Não teve muito tempo para mostrar com a bola nos pés.

RIBAMAR – 8,0
Fez um belo gol, participou o tempo todo e incomodou a zaga tricolor. Ótima atuação do garoto.

LUIS HENRIQUE – 5,5
Foi o único “senão” da equipe. Após a ótima atuação contra a Cabofriense, mostrou-se individualista algumas vezes e um pouco afobado.

NEILTON – 6,0
Entrou no lugar de Luis Henrique e ajudou a segurar a bola no ataque.

RICARDO GOMES – 7,0
Fez bem em barrar Núñez e apostar no garoto Ribamar. Colocou em campo uma equipe ligada, organizada e muito aplicada taticamente.

Fonte: Redação FogãoNET