Mais uma vez, o Botafogo decidiu nos acréscimos. Após o título carioca de domingo com gol aos 49 (e disputa por pênaltis), desta vez foi Rodrigo Pimpão quem definiu a vitória de virada por 2 a 1 sobre o Audax Italiano, no Chile, aos 46, encaminhando a vaga alvinegra para a segunda fase da Copa Sul-Americana. O Fogão pode perder até por 1 a 0, na volta, dia 9 de maio, que se classificará.

O Botafogo até começou o jogo com mais presença ofensiva, buscando as jogadas pelo lado esquerdo com Gilson, que falhava nos cruzamentos. A melhor (e única) chance do primeiro tempo, porém, foi na bola parada: Leo Valencia cobrou falta da esquerda e Marcelo cabeceou para fora. A partida estava em ritmo lento, com baixo nível técnico e muitas faltas.

Depois dos 30 minutos, o Audax Italiano passou a dominar o jogo. Encontrou caminho no lado direito do ataque, aproveitando os espaços deixados por Gilson e Leo Valencia. Numa dessas jogadas, saiu o gol: após cruzamento da direita de Carraso, Jeraldino desviou na pequena área, Gatito salvou, a bola tocou no travessão e sobrou para o brasileiro Sérgio Santos fazer 1 a 0.

Tendo de correr atrás do prejuízo, o Botafogo voltou para o segundo tempo atacando mais. Logo aos seis minutos, Brenner fez boa jogada pela esquerda e chutou, o goleiro defendeu e Marcelo pegou o rebote, mas a bola explodiu na marcação. Os erros na construção das jogadas continuaram acontecendo, irritando até mesmo os alvinegros que foram até o Chile.

FOTO: Divulgação/Conmebol

Mais uma vez na bola parada, o Botafogo conseguiu empatar aos 26 minutos. Leo Valencia cobrou falta da direita, Brenner cabeceou meio mascado, ele acreditou na jogada e chegou fuzilando para o gol, fazendo 1 a 1. A partida ficou brigada até o fim e, nos acréscimos, o Fogão se deu bem. Gilson, sempre criticado, arrancou pela esquerda e tocou para Pimpão, que entrou no fim, fazer o gol da vitória aos 46.

Com o resultado, o Botafogo pode até perder por 1 a 0 na partida de volta, que ocorrerá apenas no dia 9 de maio, às 21h45, no Estádio Nilton Santos, para se classificar. O Audax Italiano precisa vencer por dois gols de diferença – ou por um gol, desde que faça pelo menos três. Agora, foco no Brasileirão: o Fogão estreia segunda-feira, no Niltão, contra o Palmeiras.

FICHA TÉCNICA
AUDAX ITALIANO 1 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo
Data-Hora: 12/04/2018 – 19h15
Árbitro: Andrés Rojas (COL)
Assistentes: Wilmar Navarro (COL) e Dionisio Ruiz (COL)
Renda e público: Não divulgada / 2.187 pagantes
Cartões amarelos: Bosso, Sebastián Díaz e Iván Vásquez (AUD); Marcelo, Rodrigo Pimpão e Brenner (BOT)
Cartões vermelhos:
Gols: Sérgio Santos 41’/1ºT (1-0), Brenner 26’/2ºT (1-1) e Rodrigo Pimpão 46’/2ºT (1-2)

AUDAX ITALIANO: Peric; Nicolás Fernández, Labrín (Torres 19’/2ºT), Manuel Fernández e Bosso; Iván Vásquez, Cabrera e Sebastián Díaz; Carrasco, Sérgio Santos (Loco Abreu 9’/2ºT) e Jeraldino (Navarro 33’/2ºT) – Técnico: Hugo Vilches.

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Marcelo, Renatinho (Matheus Fernandes 5’/1ºT, depois Marcos Vinicius 23’/2ºT) e Leo Valencia; Leandro Carvalho (Rodrigo Pimpão 36’/2ºT) e Brenner – Técnico: Alberto Valentim.

Fonte: Redação FogãoNET