Bebeto de Freitas chama Assumpção de meliante, sonegador e caluniador

Compartilhe:

A troca de farpas entre o ex-presidente do Botafogo Bebeto de Freitas e o atual, Mauricio Assumpção, não para. O antigo dirigente soltou uma carta com acusações fortes ao seu sucesso. O site “Globoesporte.com” publicou o registro.

“Mais uma vez parece que o Sr. Maurício Assumpção, ele sim é um meliante contumaz, pois além de sonegador é também caluniador. Nunca fui processado por fraude em qualquer época da minha vida. Durante minha gestão à frente do Botafogo houve atrasos de pagamentos, mas somente porque não tivemos as receitas em tempo. Tão logo as obtínhamos, cumpríamos com o devido. E, quero lembrar, que atraso de pagamento não é crime.

Não me recordo de nenhum Habeas Corpus impetrado a meu favor porque estive perante o M.M. Juiz do trabalho, que nas diversas ocasiões, pessoalmente me fez compreender a importância de defender o cumprimento do ato.

Todavia, caso exista esse documento ao qual se refere o Sr. Maurício, ele que apresente esse HC, e que, a bem da verdade, não quer dizer absolutamente nada, pois não foi na minha gestão que o ato trabalhista foi descumprido por sonegação.

Já estamos cansados de saber disso pela sentença que consta no processo
0011.22800­71200­5.01.000 de 14/06/2013 que tramitou na 1a Região do Tribunal do Trabalho/RJ.

Então, peço que parem de uma vez por todas de dizer que eu, Bebeto de Freitas, acuso Maurício Assumpção. Não acuso ninguém. Apenas ressaltei o que a imprensa antes de mim, vide matéria de Marluci Martins publicada no Jornal Extra, já revelara. A matéria repetia, inclusive, trechos da irretocável sentença judicial do processo acima que inviabilizou o Botafogo. Aliás, corrijo, não foi a sentença propriamente dita que inviabilizou o clube e sim, o erro grasso do modelo de gestão moderna totalmente equivocada implementada pela atual administração.

Agora vem esse Maurício Assumpção e, em vez de explicar o que tem que ser explicado, tenta, como sempre, mudar o foco da questão…. Se ao modo de contar dele houvesse risco de eu “quase” vir a ser preso, em qualquer época, por atraso de pagamento das dívidas trabalhistas, onde “quase” ele estaria agora?

Quanto à reunião desse senhor com a Presidenta Dilma, ele foi lá dizer que está sem dinheiro, mas faltou explicar a ela e a todo mundo o que até agora não foi explicado, ou seja, por que ele sonegou aproximadamente Noventa e Cinco Milhões de Reais, e, o mais importante, o que fez com dinheiro que deveria ser usado para os pagamentos das dívidas trabalhistas e dos impostos? Onde foi parar?

Chega de dizer que ele sonegou. Já sabemos. Já é notícia velha. O processo de número indicado acima, cuja cópia, que já se tornou pública, já transitou em julgado. O que quero saber é o que foi feito com o dinheiro que deveria ser usado para o pagamento das dívidas trabalhistas e dos impostos. Quero saber! Os que gostam do Botafogo querem saber! Têm o direito de saber! A Presidenta Dilma precisa saber!

E, por fim, seja qual for a solução arrumada para salvar o Botafogo, ela não pode ser entregue sob a (ir)responsabilidade daqueles que já provaram não ter capacidade de administrar o clube! Isso seria premiar a incompetência, para não dizer a má fé, a mal versação e a ilicitude. Aliás, a sentença já traz esse pensamento da M.M. Juíza que o subscreve:

“Poder-se-ia pensar na possibilidade do clube ser intimado a pagar o que deixou de pagar na época própria, _ a despeito da discutível viabilidade financeira do cumprimento da aventada obrigação_ tal concessão representaria um desestímulo, aos princípios da boa fé, da moralidade, da ética e da transparência.”

Por fim, podem achar que, às vezes, sou explosivo, sou assim mesmo, incisivo quando falo das minhas paixões. Dei minha vida ao esporte. É meu jeito. Não consigo ser delicado quando deparo com algum tipo de cinismo e não sou malandro como esse senhor, isso por falta de palavra melhor. Tive uma vida de lutas e glórias esportivas. Nunca me locupletei as custas de nada e muito menos do esporte.

Continuo querendo saber onde foi parar o dinheiro sonegado!

Quero saber se a solução vai passar pelas mãos da atual administração do Botafogo para saber se já devo me preparar para outro desastre!

Rio de Janeiro, 28 de julho de 2014.

Bebeto de Freitas”

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários