Em participação no programa “Redação SporTV”, o ex-presidente Bebeto de Freitas voltou a criticar o atual mandatário, Mauricio Assumpção. Ele acusou o sucessor de irreponsável e afirmou que já teria pago as dívidas trabalhistas do clube.

– O caso do Botafogo é diferente. Está claro na ação que perdeu. Foi excluído por sonegação. O grande problema é o trabalhista. Passamos seis anos, o que o Bandeira (Eduardo, presidente do Flamengo) fez foi pagar R$ 70 milhões para receber as certidões negativas. Quando assinamos a Timemania, em 2008, tínhamos as certidões e estávamos dentro do ato trabalhista. Quando se refinancia dívida, tem que pagar o que foi refinanciado. Isso foi sufocando o Botafogo. O que se paga ao REFIS por mês, vai aumentando. O Botafogo de 2009 a 2013, como foi constatado pelo Tribunal de Justiça trabalhista do Rio, não teve falta de recurso, pois faturou R$ 627 milhões. Não sou melhor do que ninguém, mas se eu estivesse no Botafogo, com o trabalho de antes, o clube teria pago 100% de sua dívida trabalhista e teria diminuído a limites mínimos a sua dívida fiscal. Teria condição de ter estádio, centro de treinamento, Caio Martins preparado para ser o CT, além de uma série de outras coisas – afirmou ao “SporTV”.

Fonte: Redação FogãoNET