A maldição alvinegra chegou até Dunga. Após inexplicavelmente não convocar Jefferson, do Botafogo, o técnico da Seleção Brasileira viu seu goleiro titular Alisson falhar de forma feia e decisiva no empate em 2 a 2 com o Uruguai, na Arena Pernambuco.

O Brasil vencia por 2 a 1, quando Suarez, sem ângulo, bateu despretensiosamente e a bola passou por baixo do goleiro Alisson, que, mal posicionado e com mãos de alface, espalmou para dentro.

Fonte: Redação FogãoNET