O descrédito da diretoria do Botafogo com os jogadores do elenco continua intacto, mas, dessa vez, um aceno de torcedores abonados criou um otimismo que há muito não é visto nos treinos no Engenhão. Na tarde desta quarta-feira, Bolívar, um dos líderes do grupo, afirmou estar convicto de que todos os salários, direitos de imagem e FGTS serão pagos até o fim do ano para o atual elenco.

A promessa veio em uma conversa com o diretor de futebol Wilson Gottardo, embora o dinheiro que tem os atletas como destino nem passe pelo clube. O montante estipulado pelo clube para conseguir pagar os atrasados e os salários até o fim do ano é de R$ 65 milhões.

– Hoje (quarta-feira), fomos comunicados que pessoas influentes no Botafogo, a partir deste momento, vão equacionar esse problema de salários atrasados. Hoje, já foi notado um ambiente de alegria no treino. Isso acontece em um momento importante. A partir de agora, as coisas vão melhorar. Temos confiança nisso – afirmou o zagueiro, que falou sobre os ‘torcedores influentes’.

– São extremamente apaixonados pelo Botafogo e estão vendo este momento complicado.

Neste domingo, o Botafogo enfrenta o Fluminense, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, tentando sair da zona de rebaixamento. Para Bolívar, é a chance que o alvinegro precisava para ter um recomeço no campeonato.

– Não posso ser hipócrita e falar que dá para treinar tanto tempo sem salário e manter a concentração. Não estou colocando desculpa nenhuma para as derrotas, mas agora é a oportunidade de, em um clássíco e contra um grande adversário, conseguir uma vitória que vai nos dar confiança – completou.

Fonte: O Globo Online