Com apenas quatro pontos conquistados fora de casa, o Botafogo tem a chance de recuperar seu rendimento no Campeonato Brasileiro nas duas próximas rodadas, em confrontos bem distintos. Depois do clássico contra o lanterna Flamengo, no Maracanã, daqui a uma semana, o alvinegro enfrentará o líder Cruzeiro, no sábado seguinte, no mesmo estádio, onde tem aproveitamento de 67%.

Se os dois jogos são difíceis, pelo menos o Botafogo poderá contar com o apoio de sua torcida, que não vê o time jogar no Maracanã desde a goleada de 6 a 0 sobre o Criciúma, na longínqua quarta rodada, em 10 de maio. Mesmo com mando de campo, no jogo seguinte, houve o empate em 1 a 1 com o Vitória (a partida foi realizada no Moacyrzão, em Macaé, pois o Maracanã já estava fechado para a Copa do Mundo).

Já fora de casa, o retrospecto deixa a desejar. Nas dez primeiras rodadas, foram sete partidas com mando de campo do adversário, sendo cinco derrotas. A única vitória foi por 2 a 0, contra o Palmeiras, no Prudentão, no interior de São Paulo.

No último jogo antes da paralisação para a Copa, o Botafogo arrancou o empate com o Corinthians em 1 a 1, no Itaquerão, num jogo que teve mando de campo invertido para que a Fifa pudesse realizar os últimos testes no estádio antes do Mundial.

Com 21 pontos disputados e 17 perdidos nas derrotas contra o São Paulo (3 a 0), Bahia (1 a 0), Goiás (2 a 0), Grêmio (2 a 1) e Sport (1 a 0), a equipe carioca teve aproveitamento de apenas 19% até agora.

Já nos dois jogos disputados no Maracanã, o time somou os mesmos quatro pontos, num total de seis possíveis, com aproveitamento de 67%. Além dos três pontos da vitória contra o Criciúma, o Botafogo conquistou mais um no empate em 2 a 2 com o Internacional.

As projeções são otimistas, já que nas próximas oito rodadas que faltam para acabar o primeiro turno, clube de General Severiano jogará cinco no Maracanã, sendo uma contra o Fluminense. Se conseguir manter o mesmo percentual de aproveitamento, pode somar mais 10 pontos importantes na briga para se afastar da zona de rebaixamento.

EMERSON E EDÍLSON VOLTAM

Além disso, no clássico contra o Flamengo, o técnico Vagner Mancini já poderá contar com a volta do atacante Emerson e do lateral Edílson, suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Esportiva (STJD) por uma confusão na partida contra o Corinthians.

Outra opção disponível para o treinador é o atacante Rogério, que foi contratado por empréstimo até o fim do ano junto ao Náutico. Indicado pelo próprio Mancini, Rogério já treinou no Engenhão na última sexta-feira e sua situação deve ser regularizada na próxima semana, estando apto a enfrentar o Flamengo.

Outros que podem voltar ao time, para a satisfação de Mancini, são os meias Carlos Alberto e Jorge Wagner, que não jogaram contra o Coritiba, por causa de dores musculares e de uma lesão na coxa esquerda, respectivamente.

Fonte: O Globo Online