Bota rejeita lucro de R$ 9 mi e faz nova parceria por Dória

Compartilhe:

 O assédio crescente por Dória fez com que o Botafogo mudasse de tática em relação ao zagueiro. Ao invés de se desfazer do atleta e realizar o lucro de R$ 9 milhões pelos 40% que já tinha direito em uma possível venda, o Alvinegro encontrou uma nova parceira para adquirir os 20% do Banco BMG e aumentar sua participação numa futura transferência.

A atitude marca uma mudança na postura do Botafogo sobre o zagueiro. A venda do jogador era vista como uma das saídas para a crise financeira que atinge o clube desde o começo do ano e foi impulsionada pela interdição do Engenhão por problemas na cobertura. Recentemente, o time vendeu Fellype Gabriel (Sharjah-EAU) e Andrezinho (Tianjin Teda-CHI) para conter os prejuízos na temporada.

A decisão pela mudança de estratégia foi forçada. Pressionado pelo antigo parceiro para aceitar uma proposta de 8 milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões), o Botafogo preferiu manter o jogador em seu elenco visando um lucro maior. O vínculo mantido entre o Alvinegro e o BMG previa que o time teria duas opções em caso de ofertas desse patamar: se despedir do atleta ou comprar os 20% do banco por um valor proporcional (1,6 milhões de euros ou R$ 4,5 milhões).

Sem recursos para um investimento deste tamanho, o Alvinegro procurou uma nova parceira para manter o atleta em General Severiano. O nome do fundo que ajuda o Botafogo na transação é mantido em segredo pelo clube. A expectativa é de que Dória possa ser negociado por um valor acima dos 10 milhões de euros (cerca de R$ 29 milhões).

O clube está confiante que uma valorização ainda maior e a própria permanência ajudem a compensar as contrapartidas que terá de dar para o fundo de investimento na negociação. O Alvinegro não fala sobre o que dará em troca do apoio. A multa rescisória prevista no contrato de Dória está na faixa dos 13,5 milhões de euros (cerca de R$ 39 milhões).

Revelado pelas categorias de base do Botafogo, o zagueiro Dória tem sido um dos destaques da equipe na temporada. O jogador de apenas 18 anos se firmou como titular e tem ajudado a equipe na melhor campanha desta edição do Brasileiro até aqui. O Alvinegro tem a segunda melhor defesa da competição.

Em relação ao mercado internacional, o grande salto de Dória ocorreu na conquista dos torneios de Toulon e Valais pela seleção brasileira sub-20. Titular absoluto, o jogador foi um dos destaques da excursão canarinho pela Europa. O diário espanhol Sport chegou a colocar o atleta na mira do Barcelona.

Fonte: UOL

Comentários