Bota veta volta de Jobson e só topa repassar a outro clube

Compartilhe:

Apesar de estar fora dos planos do São Caetano, o atacante Jobson não retornará ao Botafogo, com quem tem contrato até junho de 2015. De acordo com o presidente alvinegro Maurício Assumpção, o Azulão não pode fazer uma rescisão unilateral, mas a diretoria do Bota aceita repassar o atleta a outro clube. Em princípio, ele ficará apenas treinando na equipe paulista.

– O contrato de empréstimo é até o fim do ano. O São Caetano não pode fazer rescisão unilateral, teriam problemas jurídicos, de acordo com o que me falou o Aníbal (Rouxinol, advogado e gerente de futebol do Bota). Vão ter que cumprir o contrato. O Botafogo concorda em repassar o empréstimo nos mesmos moldes para outra equipe – disse o mandatário alvinegro.

Jobson foi o primeiro grande reforço de 2013 anunciado pelo São Caetano, que depois ainda contratou o pentacampeão Rivaldo. O polêmico atacante não conseguiu se firmar como titular e, quando muito, apenas entrava no decorrer do segundo tempo das partidas. Fora de campo, ele não escapou de confusões: primeiro foi parar na delegacia, acusado de violência contra sua mulher, e depois foi detido por desacato. Ainda assim, o diretor de futebol do clube paulista, Genival Leal, elogiou o comportamento do atleta.

– Sobre isso, não tenho do que reclamar. Ele esteve em todos os treinos. O Jobson não joga mais no São Caetano por uma opção do técnico (Marcelo Veiga). Como está fora dos planos, foi liberado para procurar um novo clube e resolver outros problemas particulares. Se ele quiser voltar ao clube para treinar e manter a forma, as portas estão abertas – disse o dirigente.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários