O Botafogo tem contrato com a Puma até o fim do Campeonato Carioca. A diretoria de General Severiano, no entanto, não esperou o fim do vínculo e correu atrás de novas parceiras. E assim surgiu uma proposta da Penalty, que agradou os dirigentes. Eles, inclusive, já aceitaram, mas isso não quer dizer que a marca brasileira será a nova fornecedora de material esportivo do Alvinegro.

Isso porque a atual fornecedora ainda está na briga. Por força de contrato, a Puma tem o direito de cobrir a oferta do rival e renovar com o Botafogo, que aguarda uma resposta até esta sexta-feira. A empresa alemã entrou em conflito com o clube de General Severiano por conta da última administração.

Entretanto, tanto Puma quanto Botafogo estão sob nova administração e a harmonia voltou a reinar na relação. Justamente por isso, existe uma corrente no Alvinegro que entende que a renovação com a empresa alemã é o caminho mais provável. Outros, no entanto, estão mais pessimistas e acham que a proposta da Penalty não será igualada, o que resultaria no fim da parceria.

Quem também estava na briga com a Penalty para se tornar o novo patrocinador do Botafogo era a Kappa. Os italianos, porém, apresentaram proposta inferior à dos brasileiros e perderam o duelo. A Penalty esteve no Alvinegro em duas oportunidades 1990 e 1997 – curiosamente o clube sagrou-se campeão nas duas oportunidades.

A tendência é que o próximo contrato seja válido pelos próximos três anos. O valor é mantido sob sigilo, mas é certo que será inferior aos R$ 5 milhões investidos pela Puma pelo triênio 2012, 2013 e 2014. Em dezembro, o Botafogo acertou a permanência dos alemães até o fim do Carioca já que ainda não havia recebido uma proposta interessante.

Fonte: UOL