Se antes as mídias sócias do Botafogo eram uma ferramenta meramente informativa, sem maiores atrações, hoje em dia a realidade é diferente. O Alvinegro adotou uma linha brincalhona e tem arrancado elogios dos torcedores pelas ‘zoações’ feitas no último mês. A tática tem dado resultado para o clube que se torna cada vez mais popular entre os torcedores.

A primeira brincadeira ocorreu no fim de fevereiro, com a popular polêmica sobre a cor do vestido: branco e dourado ou azul e preto? O Botafogo mostrou estar atento e publicou uma foto da camisa branca e dourada do Glorioso. “Essa não tem dúvida: é branca e dourada! É do BOTAFOGO”, brincou para ganhar mais de três mil curtidas no instagram.

Logo em seguida, o Botafogo virou centro das atenções ao abrir espaço na camisa para a Casa & Vídeo divulgar a promoção de um smartphone por apenas R$ 179. Após muita brincadeira, o clube aproveitou uma foto em que o zagueiro Wallace, do Flamengo, olhava para o patrocínio. “Valeu, Casa & Vídeo. Está todo mundo de olho na Liquidação Maluca!”.

Na sema seguinte, um jogador do Tigres puxou Jobson pela camisa e o Botafogo não perdeu tempo. “Até os adversários estão querendo a camisa do Fogão com o Sou Botafogo e Casa & Vídeo”. Mais uma vez a brincadeira ganhou a torcida que divulgou em massa o plano de sócio-torcedor do clube.

A que mais fez sucesso, no entanto, foi quando o Botafogo entrou na onda dos memes. Após vencer a Cabofriense e se tornar líder, o instagram do clube não perdeu tempo e publicou: “Nego é líder”, sobreposto com uma foto do atacante Sassá. Imediatamente a brincadeira fez sucesso com os torcedores que viralizaram a imagem.

A última brincadeira foi uma cobrança de pênalti de Bill durante os treinamentos. O atacante utilizou toda sua malandragem para fingir um chute arremessando a própria chuteira nas mãos do goleio. A bola? No outro canto para gargalhada geral. “Goleiro Leoni, do Sub-20, treinou pela primeira vez com os profissionais. O atacante Bill fez seu batizado e…”.

O problema da última brincadeira deu azar ao atacante, que no jogo seguinte foi vaiado pela torcida após perder pênalti de maneira bizarra. O fato gerou até uma confusão no vestiário após cobrança do vice de futebol Antônio Carlos Mantuano, que teve que ser contido pela comissão técnica e um segurança.

“Isso vai um pouco do nosso perfil. Eu sou de comunicação e a primeira coisa que eu fiz foi pedir para o pessoal que mexe nas redes sociais ficar menos tenso, menos careta. Pedi para se divertirem mais. Faz parte de um trabalho que é de engajar os torcedores nas redes sociais. Para isso, precisa ter uma relação mais pessoal”, disse o vice de comunicação Márcio Padilha.

Somos mais ‘amadores’ e não nos preocupamos tanto com certas consequências. O clima está mais leve e isso reflete nas postagens. O marketing do Botafogo é muito bom. Dou autonomia ao pessoal para criar. Acreditamos que o futuro do Botafogo está nesses jovens e não vamos criar nenhuma barreia para eles”, completou o cartola.

Fonte: UOL