O Flamengo fechou com o Botafogo a realização de duas partidas no Estádio Nilton Santos, após a queda de torres de iluminação da Ilha do Urubu. Os rubro-negros enfrentarão o River Plate, com portões fechados, pela Libertadores e o Madureira, pela Taça Rio, no estádio alvinegro. O valor do aluguel não foi divulgado.

– Foi tudo bem. As conversas com o Flamengo vêm de algum tempo, desde o ano passado, quando o Carlos Eduardo (Pereira, ex-presidente) se encontrou com o Bandeira no SporTV, Ali começou uma reaproximação que esse ano seguiu com o Nelson (Mufarrej), e já começaram a aparecer alguns eventos. O Botafogo precisa fazer caixa usando o recurso, o ativo que tem. E o Flamengo também quer fazer pagando menos do que os valores exorbitantes do Maracanã. Esse acidente que houve na ilha (queda de poste de luz no campo) gerou a necessidade de acelerar o processo e foi o condutor dessa negociação – disse o vice-presidente executivo do Botafogo, Luis Fernando Santos, ao Globoesporte.com.

Via nota oficial no site do Flamengo, o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, agradeceu a parceria com o Botafogo mesmo depois das idas e vindas causadas pela confusão do gesto do “chororô” feito por Vinicius Júnior no clássico do último sábado.

– O Flamengo agradece a parceria do Botafogo, entende que esse é um passo que reforça ainda mais a grandeza das duas instituições e demonstra a disposição dos clubes em trabalhar em conjunto pelo bem do futebol do Rio.

Fonte: Globoesporte.com