Após três rodadas sem vencer, o Botafogo se recuperou em ótimo estilo no Campeonato Brasileiro. Com ajuda do VAR e uma cooperação do ex-botafoguense Igor Rabello, que cometeu pênalti e foi expulso ainda no primeiro tempo, o Glorioso derrotou o Atlético-MG por 2 a 1 neste domingo, no Estádio Nilton Santos. Com o resultado, o Glorioso voltou à chamada “primeira página”, ocupando a décima colocação, com 26 pontos, a apenas quatro pontos do G-6.

Como sempre, o jogo começou em ritmo lentíssimo no Estádio Nilton Santos, com o Botafogo tendo extrema dificuldade na transição para o ataque. O Atlético-MG teve um leve domínio, mas só foi criar aos 25 minutos, quando Fábio Santos cruzou, Ricardo Oliveira cabeceou e Diego Cavalieri fez uma linda defesa. A primeira finalização perigosa do Botafogo foi aos 29, num chute de fora da área de Marcinho, que atuou como ponta-direita.

No final do primeiro tempo aconteceu o lance que decidiria a história do jogo. Gilson cobrou falta na barreira e Igor Rabello ampliou a área do corpo, colocando o cotovelo na bola. O árbitro Braulio Machado não viu o toque, mas foi alertado pelo VAR e conferiu o lance no vídeo, marcando o pênalti. O zagueiro ex-Botafogo, que já tinha amarelo, acabou expulso. Na cobrança, Diego Souza bateu no canto, acertando a parede da rede e marcando 1 a 0 para o Glorioso.

Com um a mais, o Botafogo começou o segundo tempo em cima e criou duas boas chances nos primeiros minutos, com Diego Souza e João Paulo. Porém, apesar da inferioridade numérica, o Atlético-MG passou a pressionar mais e quase empatou aos oito minutos, em cabeçada na trave do zagueiro Leonardo Silva.

Só que o contra-ataque que o Botafogo tanto esperava saiu com perfeição. Aos 20 minutos, Leo Valencia esperou a ultrapassagem em velocidade de Alex Santana e enfiou na medida para o camisa 10, que chutou no alto do goleiro Wilson e dobrou a vantagem do Glorioso: 2 a 0. O Galo tentou reagir nas bolas áreas, Chará perdeu uma chance incrível aos 32, mas o Fogão conseguiu segurar a vitória, mantendo bem a bola no campo de ataque. Di Santo ainda fez o gol de honra para o Atlético, nos acréscimos.

Próximos jogos

O Botafogo fecha o primeiro turno do Campeonato Brasileiro no próximo sábado, quando enfrentará o Ceará, às 21h, na Arena Castelão, em Fortaleza. O próximo compromisso no Estádio Nilton Santos será na primeira rodada do returno, dia 21, um sábado, às 11h, diante do São Paulo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Estádio: Nilton Santos
Data/Hora: 08/09/2019 – 16h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa/SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa/SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Jean Pierre Gonçalves (RS), Marcelo Aparecido (PB) e Carlos Berkenbrock (SC)
Renda e público: R$ 213.474,00 / 10.678 pagantes / 12.098 presentes
Cartões amarelos: Carli, Fernando, Marcelo Benevenuto e Luiz Fernando (BOT); Réver, Igor Rabello e Fábio Santos (ATL)
Cartões vermelhos: Igor Rabello 42’/1ºT (ATL)
Gols: Diego Souza 44’/1ºT (1-0), Alex Santana 20’/2ºT (2-0) e Di Santo 47’/2ºT (2-1)

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Fernando (Gustavo Bochecha 13’/2ºT), Carli, Marcelo Benevenuto e Gilson; Cícero, João Paulo (Leo Valencia 13’/2ºT) e Alex Santana; Marcinho, Diego Souza (Vinicius Tanque 32’/2ºT) e Luiz Fernando – Técnico: Eduardo Barroca.

ATLÉTICO-MG: Wilson; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair (José Welison 34’/1ºT), Elias e Cazares; Vinicius, Ricardo Oliveira (Leonardo Silva 44’/1ºT) e Chará (Di Santo 32’/2ºT) – Técnico: Rodrigo Santana.

Fonte: Redação FogãoNET