Que noite desastrosa para o Botafogo… Apesar do apoio da torcida, o Glorioso entregou um gol, pouco produziu, teve seu capitão expulso de forma infantil e acabou derrotado pelo Atlético-MG por 1 a 0 nesta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos, no primeiro jogo das oitavas de final da Copa Sul-Americana. A volta será na próxima quarta-feira, em Belo Horizonte, e o Fogão precisará vencer por dois gols de diferença ou por um, desde que faça pelo menos dois.

O Botafogo começou o jogo tomando um baita susto: logo aos três minutos, Ricardo Oliveira apareceu sozinho e cabeceou para fora, perdendo uma ótima oportunidade de abrir o placar para o Atlético-MG. Depois disso, a partida ficou equilibrada e o Glorioso não fazia um jogo ruim: a resposta também foi de cabeça, com Marcelo Benevenuto parando na boa defesa de Cleiton.

Só que, numa falha do mesmo Marcelo Benevenuto, o Atlético-MG saiu na frente. O Botafogo quis sair jogando, Gatito tocou para o zagueiro, que deu um toque por cima de primeira nos pés de Elias: ele rapidamente encontrou Vinicius, que chutou de canhota no cantinho para fazer 1 a 0. O Fogão quase empatou no fim, com Alex Santana de fora da área, após boa jogada de João Paulo e a parede de Diego Souza.

Depois das vaias da torcida ao fim do primeiro tempo, o Botafogo voltou com duas alterações para a etapa final: os jovens Gustavo Bochecha e Igor Cássio. Mas não surtiu muito efeito. Aos 11, Ricardo Oliveira perdeu um gol debaixo da trave para o Atlético. E, aos 16, Jair chegou a marcar o segundo, mas com a ajuda do VAR o árbitro invalidou o lance, assinalando falta de Igor Rabello.

A situação que já estava feia piorou quando Carli deu um chute em Papagaio já caído e foi expulso após o árbitro Raphael Claus consultar o VAR. Com um a menos e sem substituições a fazer, com apenas um zagueiro de ofício em campo, o Atlético-MG ainda teve mais chances de ampliar, mas desperdiçou. A derrota por 1 a 0 acabou sendo até lucro para o Botafogo, que deixou o campo aos gritos de “time sem vergonha”.

Próximos jogos

A partida de volta contra o Atlético-MG pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana será na próxima quarta-feira, às 21h30, na Arena Independência, em Belo Horizonte. Antes, porém, o Botafogo terá pela frente o clássico contra o Flamengo, domingo, às 16h, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 1 ATLÉTICO-MG

Estádio: Nilton Santos
Data-Hora: 24/7/2019 – 21h30
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Alessandro Rocha (BA) e Fabrício Vilarinho (GO)
VAR: Anderson Daronco (RS), Luiz Flavio de Oliveira (SP) e Danilo Simon Manis (SP)
Renda e público: R$ 496.450,50 / 14.345 pagantes / 15.774 presentes
Cartões amarelos: Alex Santana e Gustavo Bochecha (BOT); Patric (ATL)
Cartões vermelhos: Carli 35’/2ºT (BOT)
Gols: Vinicius 35’/1ªT (ATL)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Marcelo Benevenuto e Gilson; Cícero, João Paulo (Gustavo Bochecha – Intervalo) e Alex Santana; Erik (Leo Valencia 27’/2ºT), Diego Souza e Luiz Fernando (Igor Cássio – Intervalo) – Técnico: Eduardo Barroca.

ATLÉTICO-MG: Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fabio Santos; Jair, Elias e Vinicius (Nathan 46’/2ºT); Otero (Maicon Bolt 31’/2ºT), Chará e Ricardo Oliveira (Papagaio 26’/2ºT) – Técnico: Rodrigo Santana.

Fonte: Redação FogãoNET