GATITO FALHA, BOTAFOGO JOGA MUITO MAL E PERDE DO ATLÉTICO-PR

Compartilhe:

Aquele Botafogo que encheu os olhos da torcida ficou para trás. Na tarde deste sábado, o Glorioso fez um péssimo jogo, Gatito Fernández cometeu uma falha grotesca e o Alvinegro acabou derrotado pelo Atlético-PR por 1 a 0, na abertura da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Nilton Santos, debaixo de uma chata e insistente chuva.

Parado nos 51 pontos, o Botafogo caiu para a sexta posição, pode ser ultrapassado pelo Flamengo (50) e ser alcançado pelo Vasco (48, mas com saldo de gols bem inferior), que entrarão em campo neste domingo contra Palmeiras e São Paulo, respectivamente. A vaga na Libertadores, que antes parecia próxima, pode estar ameaçada, faltando agora quatro rodadas para o fim.

Jogando em casa, o Botafogo encontrou muitas dificuldades para manter a bola e trocar meia dúzia de passes no primeiro tempo. Assim, o Atlético-PR foi gostando do jogo e tendo mais a posse de bola. Os visitantes abriram o placar aos 30 minutos: Guilherme chutou em curva, Gatito Fernández tentou segurar e a bola, molhada por causa da chuva, passou entre as mãos do paraguaio. O goleiro ainda tentou se recuperar, mas a bola já havia cruzado a linha. Uma falha grotesca.

João Paulo - Botafogo x Atlético-PR (FOTO: Vitor Silva/SSPress/BFR)

João Paulo tenta levar a bola ao ataque (FOTO: Vitor Silva/SSPress/BFR)

Com um futebol muito pobre e repleto de erros, o Botafogo viu sua torcida pressionar. As vaias começaram a ecoar no Estádio Nilton Santos, somadas aos gritos pedindo a entrada de Leo Valencia. Para se ter uma ideia do quão sofrível foi o primeiro tempo, a melhor chance do Glorioso só saiu aos 44 minutos: Bruno Silva cruzou da direita e Rodrigo Pimpão, no segundo pau, chegou chapando de primeira à esquerda do gol.

Precisando atacar mais, o Botafogo teve em campo Guilherme e Leo Valencia no segundo tempo e acabou ficando com mais presença no campo ofensivo, porém cometendo os mesmos erros e mostrando total ineficácia. A melhor oportunidade foi aos 31 minutos, com Arnaldo cruzando de trás e Guilherme cabeceando à direita do gol de Weverton. Muito pouco para quem sonha com uma vaga direta na Libertadores-2018. Pelo futebol mostrado neste jogo, a torcida ficou é receosa de não ficar com vaga alguma, e as vaias ecoaram.

Próximos jogos

O Campeonato Brasileiro está chegando ao fim. Na próxima quinta-feira, o Botafogo volta a jogar no Nilton Santos, desta vez para receber o lanterninha Atlético-GO, às 20h. Depois, faz duas partidas seguidas em solo paulista, contra São Paulo, dia 19, no Pacaembu, e Palmeiras, dia 27, no Allianz Parque. Na última rodada, o Fogão recebe o Cruzeiro no Nilton Santos, dia 3 de dezembro.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 1 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Nilton Santos
Data-Hora: 11/11/2017 – 17h
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Renda e público: R$ 167.640,00 / 7.214 pagantes / 8.399 presentes
Cartões amarelos: Ederson (CAP)
Cartões vermelhos:
Gols: Guilherme 30’/1ºT (0-1)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Arnaldo, Carli, Emerson Silva e Victor Luis (Gilson 39’/1ºT); Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, João Paulo e Marcos Vinicius (Leo Valencia 14’/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme – Intervalo) e Brenner – Técnico: Jair Ventura.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Fabrício; Pavez, Lucho González (Eduardo Henrique 32’/2ºT) e Guilherme; Sidcley (Lucas Fernandes – Intervalo), Pablo e Ribamar (Ederson 35’/2ºT) – Técnico: Fabiano Soares.

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários