Com gol de Honda cobrando pênalti e sem público no Estádio Nilton Santos por conta da pandemia do novo coronavírus, o Botafogo ficou apenas no empate em 1 a 1 com o Bangu neste domingo, frustrando as expectativas. O resultado deixou o Glorioso na quarta posição do Grupo A, com quatro pontos, fora da zona de classificação às semifinais da Taça Rio do Campeonato Carioca.

Com o estádio completamente vazio e um clima ruim para jogar futebol, o Botafogo começou tomando um susto do Bangu no primeiro minuto, com Jairinho finalizando com muito perigo à esquerda de Gatito. Atração do dia, Honda começaria a dar suas credenciais aos seis minutos: o japonês enfiou na medida para Luis Henrique, que chutou em cima do goleiro Matheus Inácio.

O Botafogo conseguiu sair na frente aos 28 minutos, num lance um tanto quanto polêmico. Após bobeada da defesa banguense, Rafael Navarro entrou na área, driblou o goleiro Matheus Inácio e caiu, e o árbitro Yuri Elino marcou pênalti – não ficou claro se houve o contato. Na cobrança, Honda bateu com extrema categoria e deslocou Matheus Inácio: Botafogo 1 a 0.

Na etapa final, o Bangu atacou mais e empatou aos 12 minutos: Rocha tocou por cima, Rhainer saiu livre e deu um toquinho encobrindo Gatito: 1 a 1. O Botafogo aos poucos, então, teve que sair mais para o jogo. Mesmo sem Honda, substituído aos 18 minutos, o Glorioso chegou a marcar novamente, com Rafael Navarro, mas o gol foi anulado por impedimento.

Com o relógio andando, o Botafogo foi tentando acelerar o jogo e teve uma ótima chance de ficar à frente aos 28 minutos: Luiz Fernando foi lançado por Bruno Nazário, chegou à linha de fundo e cruzou da direita, mas Luis Henrique, no segundo pau, acabou escorando para fora, acertando o lado externo da rede. Nos acréscimos, Alex Santana quase decidiu, mas o chute acertou a trave. Foi por pouco!

Próximos jogos

Por conta da preocupação com a pandemia do novo coronavírus, o Botafogo teve seu próximo compromisso cancelado: enfrentaria o Paraná, quarta-feira, às 19h15, na Vila Capanema, pela Copa do Brasil, que está suspensa pela CBF. No sábado que vem, o Glorioso enfrenta a Cabofriense, no Estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Carioca, mas uma reunião nesta segunda-feira na sede da Ferj também pode suspender a competição.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 1 BANGU

Estádio: Nilton Santos
Data-Hora: 15/03/2020 – 16h
Árbitro: Yuri Elino Ferreira da Cruz (RJ)
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Rafael Sepeda de Souza (RJ)
Renda e público: Portões fechados
Cartões amarelos: Caio Alexandre (BOT); Juliano (BAN)
Cartões vermelhos:
Gols: Honda 28’/1ºT (1-0) e Rhainer 12’/2ºT (1-1)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Fernando (Barrandeguy 23’/2ºT), Marcelo Benevenuto (Ruan Renato 6’/1ºT), Kanu e Guilherme Santos; Caio Alexandre, Alex Santana, Honda (Luiz Fernando 18’/2ºT) e Bruno Nazário; Luis Henrique e Rafael Navarro – Técnico: Paulo Autuori.

BANGU: Matheus Inácio; Juliano, Michel, Rodrigo Lobão e Dieyson; Felipe Dias, Josiel (Rhainer 11’/2ºT) e Juan Felipe; Octávio (Rodrigo Yuri – Intervalo), Rocha (Felipinho 27’/2ºT) e Jairinho – Técnico: Eduardo Àllax.

Fonte: Redação FogãoNET