A notícia do fim das negociações da Caixa Econômica Federal para patrocinar o Botafogo caiu como uma bomba no clube. O acordo renderia ao Alvinegro R$ 17 milhões, de acordo com o site Globoesporte.com.

Sem a Caixa, o Botafogo trabalha em busca de um plano B no mercado e oferece o espaço nobre da camisa, sem anunciante fixo desde o início do ano passado. Na Série B, o Glorioso usou a marca “Sou Botafogo”, seu programa de sócio-torcedor.

– Nós estávamos mantendo contato com várias empresas e vamos prosseguir. As conversas podem ser por qualquer parte da camisa. Mas o peso da “Caixa” no mercado hoje em dia é inegável. Da minha parte, se eles não vão fazer… A decisão é deles – afirmou o presidente Carlos Eduardo Pereira, que ao ser questionado do tamanho do baque para o clube com a desistência do banco respondeu:

– Deixa de crescer apenas.

Fonte: Globoesporte.com