O Botafogo conseguiu captar através da Lei de Incentivo ao Esporte uma verba de R$ 3,1 milhões para a temporada 2019/2020 do basquete. O dinheiro será investido por uma empresa de telefonia, que em contrapartida terá isenção de imposto (ICMS). As informações são do blog da Gabriela Moreira, do Globoesporte.com.

O patrocínio trouxe novo fôlego para a modalidade, mas rendeu críticas internas no clube em relação ao investimento em outras áreas.

“O Botafogo é incrível. Por vezes parece um doente terminal e insiste em doar sangue”, é uma das frases ouvidas entre sócios do clube que questionam a viabilidade de se manter o basquete no longo prazo.

O projeto da Lei de Incentivo ainda não foi pensado para a base do futebol, o que tem gerado questionamentos ao presidente Nelson Mufarrej.

– Podemos fazer para a base, sim, mas ainda não está no papel. Nada impede de fazermos. Podemos discutir – disse Mufarrej ao blog.

O projeto da Lei de Incentivo não pode ser usado para o futebol profissional, é bom ressaltar.

Fonte: Globoesporte.com