Fechado de forma polêmica desde março de 2013, o Engenhão tem previsão de reabertura para novembro, porém o Botafogo já trabalha em só poder usar o estádio em 2015. A diretoria se movimenta para o retorno e negocia patrocínios. A informação é do site “Globoesporte.com”.

Os contratos com Ambev e Unimed foram rescindidos e o com a Vivo, suspenso. O clube ainda estava perto de fechar o naming rights. Assim, estuda pedir indenização. Paralelamente, sonda possíveis parceiros para o futuro.

O Botafogo criou um grupo de trabalho para analisar a recuperação interna, a área tecnológica, estrutura comercial, operação de jogos e renovação de autorizações.

Fonte: Redação FogãoNET