Marcinho por William Pottker. É essa a troca que vem sendo discutida desde o início da semana por Internacional e Botafogo. A OTB Sports, empresa que gerencia a carreira dos dois atletas, foi responsável pela sugestão aos clubes.

Tudo começou quando Pottker se incomodou com as poucas oportunidades no Inter – o atacante nem sequer saiu do banco de reservas em quatro dos últimos sete jogos do Colorado. O Botafogo demonstrou interesse no velocista, de 25 anos de idade.

Só que não há dinheiro no caixa do Fogão. Então, surgiu a ideia de uma troca. O Inter procura um lateral-direito, porque imagina que o lateral-esquerdo Iago poderá ser vendido para um clube europeu na metade do ano. Neste caso, Zeca, que tem atuado na direita, voltaria para a esquerda, sua posição de origem.

O nome de Marcinho causou boa impressão na diretoria colorada, embora exista a convicção no Beira-Rio de que Pottker vale mais do que Marcinho. O atleta, de 22 anos, anda com o filme queimado com o torcedor botafoguense desde a temporada passada.

Uma das alternativas para que a troca saia seria a ida por empréstimo dos atletas até o fim do ano. Restaria, porém, definir o valor para o caso de compra em definitivo. Os salários ficariam sob responsabilidade dos novos clubes durante o período de empréstimo.

Antes de pensar em Marcinho, o Inter tentou o retorno de Fabiano, do Palmeiras. Os gaúchos, inclusive, se comprometeram a pagar uma dívida de R$ 900 mil com o Verdão, referente aos salários não pagos do lateral, enquanto ele esteve emprestado, em 2018.

No entanto, o Palmeiras tem assegurado que só libera Fabiano em definitivo. A ideia colorada era contar com o lateral por empréstimo, até dezembro, com opção de compra por R$ 4,5 milhões.

Fonte: Blog do Jorge Nicola - Yahoo