O Botafogo conseguiu junto à Prefeitura do Rio de Janeiro a ampliação do contrato de concessão do Estádio Nilton Santos por mais quatro anos, até abril de 2031. A confirmação foi dada pelo próprio presidente do clube, Nelson Mufarrej, ao site Globoesporte.com.

O antigo contrato de concessão, que era de 20 anos, venceria em 2027, mas em função da cessão do Nilton Santos para as Olimpíadas e da interdição do estádio por causa de problemas apontados na cobertura, o Botafogo pouco utilizou seu estádio entre março de 2013 e 2017, quando pôde usar a capacidade máxima – em 2015, apenas os setores inferiores estiveram liberados.

– Quando assumimos, tivemos juntamente com o jurídico tentando tratar com a Prefeitura a prorrogação da concessão, tendo em vista que pouco utilizamos o estádio de 26 de março de 2013 a 2017. Só voltamos a ter o estádio a partir de 2017. Então pleiteamos esses anos que deixamos de vir para o Nilton Santos. Levamos um ofício à secretaria de patrimônio, mostramos ao prefeito que precisávamos efetivamente de uma forma justa esse período que não utilizamos. Já que existe uma concessão para o Botafogo. Ele, sempre muito atento, ouviu nossas ponderações. Já vínhamos tentando desde o final do governo do Paes, mas não conseguimos. Quando o prefeito Crivella assumiu, começamos a conversar efetivamente. Há um ano e meio que tentávamos o acerto. Agora realmente saiu a prorrogação da concessão de três anos e oito meses – explicou Mufarrej.

Uma cerimônia para marcar a assinatura da prorrogação da concessão do Estádio Nilton Santos ao Botafogo deve acontecer ainda neste semana. Data e local ainda dependem da agenda do prefeito Marcelo Crivella.

Fonte: Globoesporte.com