O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, afirmou que o clube vai entrar com uma representação na CBF contra o trio de arbitragem da derrota por 3 a 2 para o Paysandu. O mandatário protestará contra o árbitro André Luiz de Freitas Castro (GO) e os auxiliares Christian Passos Sorence (GO) e Márcio Soares Maciel (GO).

Segundo Pereira, em depoimento dado à Rádio Botafogo Oficial, a arbitragem não marcou dois pênaltis para o Botafogo e não coibiu a cera do Paysandu. O clube quer que os erros não aconteçam mais.

Fonte: Redação FogãoNET e Rádio BotafogoOficial