Em um jogo de muita disputa no meio-campo e sem muitas chances claras de gol, Botafogo e Santos empataram em 0 a 0 no Estádio Nilton Santos, em partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado não é bom para ambas as equipes, que permanecem na parte inferior da tabela.

O resultado poderia ter sido diferente, porém, se um gol que Renatinho marcou não fosse anulado. Aos 39 minutos, o camisa 17 chegou a balançar as redes após receber livre nas costas da defesa santista e vencer a disputa com Vanderlei, mas o árbitro Paulo Roberto Alves Junior anulou o lance, alegando que Luiz Fernando, claramente impedido, participa do lance mesmo sem tocar na bola – em um primeiro momento, o juiz deu o gol, mas voltou atrás.

Por conta disto, o Botafogo vai entrar com representação nesse lance e os dirigentes clube indicaram que os advogados comuniquem à CBF, indo contra à decisão tomada pelo trio de arbitragem, esperando que uma suspensão para ambos seja uma consequência após a confusão gerada no final da partida.

REAÇÃO DO BOTAFOGO

O lance trouxe muita revolta por parte dos jogadores do Botafogo: grande parte dos atletas que estavam em campo e mais alguns reservas foram para cima do bandeirinha após a marcação do impedimento para reclamarem da decisão e tiveram que ser contidos por membros da comissão técnica.

Na saída de campo, Joel Carli, um dos jogadores mais experientes da equipe, em entrevista ao “Canal Premiere” reclamou sobre o acontecimento, e também destacou a postura do Botafogo durante grande parte da partida.

– Infelizmente acho que ele erra. Sem dúvida que ele não tem intenção de errar. A dúvida dele era uma que não pode entrar nesse jogo. O resultado é ruim, mas o Botafogo foi protagonista – afirmou.

Luiz Fernando, jogador envolvido diretamente na jogada polêmica, foi outro que falou na saída de campo ao “Canal Premiere” sobre o lance, afirmando que não participou da jogada e que, consequentemente, a decisão foi errada.

– Ele (o árbitro) falou que participei da jogada. Mas quando vi que eu estava impedido eu parei. Renatinho veio e fez o gol – disse.

Nas redes sociais, mais precisamente em sua conta no Twitter, Márcio Padilha, vice-presidente de comunicação do Botafogo, classificou o ocorrido como “Lamentável. A arbitragem brasileira é uma vergonha.”

Fonte: Terra