Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Botafogo muda estratégia para quitar salários e espera suspensão de parcelas do Ato Trabalhista

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo aguarda uma decisão judicial para suspender temporariamente as parcelas do Ato Trabalhista e, assim, conseguir obter R$ 1,8 milhão para quitar os salários de março de jogadores e funcionários, informa o Globoesporte.com. Não há um prazo para que essa decisão saia.

Isso significa uma mudança da estratégia utilizada anteriormente pela diretoria alvinegra para cumprir com o pagamento das folhas salariais. O clube havia recorrido nos meses anteriores a um acordo com o Sindicato dos Empregados em Clubes do Estado (Sindeclubes).

Neste modelo, havia uma penhora da receita oriunda de direitos de transmissão, da CBF ou da Ferj. Porém, devido à paralisação dos campeonatos por conta da pandemia do novo coronavírus, essa verba não está entrando mais nos cofres.

Fonte: Globoesporte.com

Notícias relacionadas
Comentários