O Botafogo realizou na tarde desta quarta-feira o último jogo-treino antes da estréia no Campeonato Carioca neste sábado, contra o Boavista, em São Januário. E a goleada sobre o Duquecaxiense mostra que o time está no rumo certo: 7 a 0, gols de Diego Jardel, Gegê, Rodrigo Pimpão, Tássio (2), Sassá e Murilo.

A grande novidade na equipe titular foi Luiz Ricardo na vaga de Gilberto. O restante da equipe foi o mesmo que perdeu para o Shandong Luneng no sábado: Jefferson; Luiz Ricardo, Roger Carvalho, Renan Fonseca e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Gegê e Diego Jardel; Rodrigo Pimpão e Bill.

O Botafogo não teve dificuldade para vencer o Duquecaxiense, que disputa a terceira divisão carioca. Com todas as peças funcionando bem, não demorou para o Alvinegro abrir o placar. Rodrigo Pimpão foi até linha de fundo e cruzou para Diego Jardel marcar o primeiro.

O segundo gol foi marcado por Gegê após belíssima cobrança de falta. Após os dois tentos, o Alvinegro passou a lançar jogadores reservas. Gilberto, Jobson e Airton nas vagas de Luiz Ricardo, Bill e Marcelo Mattos. E Jobson fez grande jogada pelo flanco e rolou para Pimpão fazer o terceiro.

Mesmo com 3 a 0 no placar, o técnico René Simões pedia maior movimentação no ataque. “Pimpão, tá muito parada. Se mexe para abrir espaço na frente”. Tomas entrou na vaga de Gegê e foi testado pela primeira vez. Destaque da Serie B pelo Boa Esporte, o apoiador não teve tempo para mostrar futebol, pois o primeiro tempo chegou ao fim.

No segundo tempo, o Botafogo voltou com time todo reserva: Renan, Gilberto, Alisson e Giaretta e Jean; Airton, Fernandes, Elvis e Tomas; Sassá e Jobson, que deu lugar a Tássio na sequência.

As mudanças continuaram Murilo entrou na vaga de Tomas e Dankler na de Airton – Giaretta foi adiantado. E os gols voltaram a sair. Tássio aproveitou bobeira da zaga e chutou na saída do goleiro. O quinto foi de Sassá em grande jogada individual finalizou com categoria. Já o sexto foi de Murilo, que teve bom desempenho. Tássio ainda marcou mais um após jogada de Sassá.

Fonte: UOL