As estrelas pareciam alinhadas para que o Botafogo abrisse uma boa vantagem no seu primeiro jogo: estava em casa, com todos os seus atletas disponíveis e com dois dos principais jogadores do adversário fora. Por isso, o empate em 0 a 0 contra o Grêmio nesta quarta-feira, apesar de manter o Alvinegro vivo nas quartas de final da Libertadores, é mau sinal. A vaga nas semis será decidida em território inimigo e, provavelmente, com o Tricolor Gaúcho completo. Em 2017, a única vez em que o Botafogo não abriu vantagem jogando a partida de ida em casa num mata-mata foi contra o Flamengo, na semifinal da Copa do Brasil – o final não foi feliz para o Alvinegro.

De qualquer forma, um empate com gols classifica o Botafogo para a próxima fase. Já o Grêmio joga por uma vitória simples. Um novo empate em 0 a 0 leva o jogo para os pênaltis. 

– A ideia hoje era vencer. A gente tentou, buscou, mas a equipe do Grêmio é muito qualificada. A gente tentou, chutou, colocou bola na área… Mas está aberto. Temos condições de vencer lá. Vamos ter que nos abrir mais. Quarta-feira vamos buscar lá – disse o atacante Roger.

Torcida fez mais uma belíssima festa (FOTO: Satiro Sodré/SSPress/BFR)

Jair escalou Leo Valencia para dar velocidade e força ofensiva ao time. Para isso, João Paulo atuou recuado. Entretanto, a atuação do chileno não foi boa. Já Bruno Silva não fez a recomposição na defesa e foi mal nas jogadas de ataque. O Grêmio, que começou acuado, cresceu – Fernandinho ganhou vários lances em cima de Arnaldo, sozinho na marcação pela direita, e Arthur criou boas chances para os gaúchos.

No segundo tempo, o Botafogo novamente pressionou no início (Gilson, com um minuto, sofreu um pênalti não marcado), mas as coisas se equilibraram. Foi do Grêmio a melhor chance: aos 33, Fernandinho, de novo ele, chutou e Carli salvou ao tirar de cabeça. Foi a última vez que o Grêmio chegou com perigo, mas o Botafogo, apesar da pressão, também não chutou a gol até o apito final.

Roger tenta a finalização (FOTO: Vitor Silva/SSPress/BFR)

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 0 GRÊMIO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de setembro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: José Argote (Venezuela)
Assistentes: Luis Murillo (Venezuela) e Carlos López (Venezuela)
Cartões amarelos: Rodrigo Pimpão, Matheus Fernandes (Bota)
Público e renda: 33.255 pagantes / 36.034 presentes / R$ 2.029.375,00

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Bruno Silva, Matheus Fernandes, Léo Valencia (Marcos Vinicius) e João Paulo (Rodrigo Lindoso); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Roger. Técnico: Jair Ventura

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edílson, Bressan, Kannemann e Cortez; Arthur, Jailson, Ramiro, Leonardo Moura (Thyere)e Fernandinho; Lucas Barrios (Everton). Técnico: Renato Gaúcho

Fonte: Extra Online (texto) e ESPN.com.br (ficha)