Convivendo com graves problemas financeiros, o Botafogo não utilizará o Maracanã no início do Campeonato Brasileiro. Em entrevista nesta sexta-feira, o presidente Mauricio Assumpção confirmou que o clube mandará suas primeiras partidas no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

O mandatário revelou propostas para jogar fora do Rio de Janeiro, mas afirmou que as taxas cobradas pela Federação de Futebol do Rio (Ferj) e pelas federações locais tornam as negociações mais difíceis.

“Tem que ser uma proposta muito boa, porque as taxas são altas. Tem a taxa da federação local e a taxa da nossa federação. A gente recebeu algumas propostas. Mas toda vez que você está endividado, sem dinheiro, chega alguém com um bom negócio pra ele, e não para o Botafogo. Então estamos esperando chegar mais à frente para negociar com outra condição, com um poder de negociação melhor”, afirmou.

Assumpção, no entanto, não descartou uma mudança de “casa” ainda na primeira “leva” de jogos do Brasileiro, antes da pausa para a Copa do Mundo. O Botafogo tem quatro compromissos como mandante (contra Internacional, Criciúma, Vitória e Corinthians) neste período.

“Pode ser que antes da Copa tenhamos alguma novidade”, concluiu.

Com o Engenhão interditado desde março do ano passado, o Botafogo assinou contrato por 35 anos com o Consórcio Maracanã. Flexível e com poucos detalhes divulgados, o acordo prevê o mando de 15 jogos no estádio em 2014. Entre o Campeonato Carioca e a Libertadores, já foram sete. O clube ainda atuará como mandante em pelo menos mais vinte partidas neste ano, entre o Brasileiro e a Copa do Brasil.

Fonte: ESPN Brasil