O Botafogo se esforça para manter Luiz Henrique no clube. O contrato do atacante termina em maio do ano que vem, mas em novembro deste ano, ele já pode assinar um pré-contrato com outro clube. O alvinegro quer manter o jogador no elenco, mas um mal-estar com a mãe de Luiz Henrique fez com que uma força-tarefa tivesse que ser montada para que ele assine um pré-contrato no qual mantêm o vínculo com o clube e a prioridade de assinar um novo acordo, em maio.

Tanara Farinhas, mãe e representante de Luiz Henrique, reclamou da falta de planejamento da diretoria para aproveitar o jogador de 18 anos. Tanara chegou a ir à Itália para negociar o filho. Agora, a diretoria investe pesado para manter Luiz Henrique: além de reuniões frequentes com a mãe do jogador, os dirigentes tentam reerguer a moral do atacante, que foi pouco utilizado desde que Ricardo Gomes assumiu o time, no final do ano passado. Para isso, um trabalho motivacional está sendo feito.

Fonte: Extra Online