Após procurar um lateral-direito para a disputa da Copa do Brasil, o Botafogo deve acabar tendo que utilizar as peças do elenco atual. O prazo para a inscrição de novos atletas é esta segunda-feira, e o clube, apesar de buscar opções no mercado, não conseguiu fechar negociações.

Nino Paraíba, da Ponte Preta, foi uma das opções estudadas. O clube chegou a procurar informações sobre o jogador, mas ouviu que negociações mais sérias só poderiam ocorrer após a disputa da final do Campeonato Paulista, que a Ponte disputará contra o Corinthians nos próximos dois domingos. Não haveria, portanto, tempo hábil para inscrevê-lo a tempo da Copa do Brasil. Uma contratação mais para frente, entretanto, não está descartada. O atleta ainda poderia disputar o Brasileirão e, talvez, a Libertadores. Antes das oitavas e da semifinal do campeonato sul-americano, os clubes podem realizar até três substituições em suas listas. Portanto, caso se classifique, o Alvinegro ainda tem essa possibilidade.

Tiago Cametá, do Ceará, é uma opção mais difícil, pois o Ceará não está disposto a abrir mão do jogador. O Botafogo precisaria, portanto, pagar a multa rescisória na íntegra, algo que o orçamento de futebol não permitiria no momento.

O artigo 6º, parágrafo único do regulamento da Copa do Brasil deixa claro: “Contratos de novos atletas para utilização na Copa poderão ser registrados até o dia 24/04/17. ” Esta segunda-feira, portanto, é o prazo final.

Para mitigar o problema na posição, o Botafogo já promoveu Fernando Constanza, da base. O jogador foi campeão brasileiro sub-20 pelo clube no ano passado, na equipe capitaneada por Marcelo, zagueiro que também vinha sendo improvisado na lateral.

Jonas e Marcinho, laterais de origem que atuaram nesta temporada, tiveram lesões graves e ficarão meses sem atuar. Luis Ricardo também está machucado e não entra em campo desde a temporada passada, mas está mais perto de retornar do que os demais.

Fonte: Extra Online