“Acabou o tempo da passividade”. Foi assim que o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, explicou que o clube vai lutar pelos seus direitos após as saídas de Gabriel, Daniel e Andrey via Justiça. Apos romperem contrato alegando atraso de salário, eles foram para Palmeiras, São Paulo e Botafogo-SP, respectivamente. Em virtude do caso Daniel, a vinda do lateral Luis Ricardo, do São Paulo, pode ser cancelada.

– No caso do Daniel, mesmo que tenha havido ruptura de contrato por falta de pagamento, o Botafogo não pode ser penalizado três vezes: perde o jogador, fica com a dívida e perde os direitos econômicos do atleta. Notificamos o São Paulo, assim como fizemos com Palmeiras, no caso do Gabriel, e Botafogo de Ribeirão Preto, no caso do Andrey. O Botafogo vai se defender e lutar por seus direitos. Se o São Paulo quiser condicionar a vinda do Luis Ricardo a alguma coisa, acabou o negócio, o jogador volta sem problema algum. O Botafogo não abre mão de seus direitos, isso é definitivo. Acabou o tempo da passividade – afirmou Pereira, em entrevista ao Globoesporte.com.

Fonte: Globoesporte.com