Botafogo paga custas do processo de Jobson e tem esperança de reintegrá-lo

Compartilhe:

O Botafogo, clube onde Jobson tem contrato até o próximo dia 24 de junho, tem arcado com as custas do processo. O vice de futebol Antonio Carlos Mantuano, garante que o clube está dando total apoio ao jogador.

“Continua com todo apoio que o Botafogo tem dado, desde que surgiu a situação que veio da FIFA. Os advogados estão correndo atrás. O que o clube puder fazer pelo Jobson vai fazer, como tem feito até hoje. Espero que tenhamos um final feliz, sabemos que não é fácil, mas vamos brigar ate o último momento para que possamos ter um resultado favorável e o Jobson possa estar reintegrado ao elenco.”

Além do lado financeiro, o Botafogo ajuda na parte psicológica com o chamado coaching, função desempenhada pelo profissional Paulo Serrano e a manutenção da preparação física supervisionada pelos preparadores Felippe Capella e Emilio Faro.

“Jobson continua tendo uma atenção especial, temos o nosso coaching, que dá plena assistência, tanto na parte psicológica como também na parte física, para o jogador se manter em forma.”

Paulo Serrano foi contratado por indicação de René Simões. O profissional prefere não aparecer e trabalhar nos bastidores também por determinação do Botafogo. O treinador explica a função do coaching

“Como é uma função nova no futebol, no mundo corporativo, o coaching vem ganhando cada vez mais espaço. O Paulo faz um trabalho excepcional. Devemos muito a ele todo o desenvolvimento do trabalho. Ele não chega a nenhum jogador, o atleta que tem que chegar a ele. Hoje ele assumiu essa responsabilidade. Tem o lado que a gente se preocupa com ele, que estava fazendo tudo certo e recebeu essa pancada. A gente tem que ter cuidado para que o Jobson não retorne, ele está em uma trilha, que tem decisões que ele toma. Agora a gente tem medo de que ele fuja dessa trilha. Acredito que o Paulo vai ter cuidado especial com ele, eu agora vou me envolver um pouco mais. Isso é uma grande oportunidade para todo mundo encarar o seguinte, olha o preço que se paga por momentos pequenos, tão ruins.”



Fonte: Site da Rádio Tupi
Comentários