A situação financeira do Botafogo segue sofrendo baques por processos de ex-jogadores do clube. No início da tarde desta segunda-feira, a juíza Diane Rocha Trocoli Ahlert, da 79ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), homologou o valor em sentença da condenação do Alvinegro em ação favorável ao volante Mario Bolatti. O LANCE! teve acesso a íntegra da decisão, que mostra que o Botafogo terá que desembolsar R$ 1.491.071,71 devido a esta condenação, com a necessidade do pagamento em até 15 dias após a intimação.

A decisão não é passível de recurso por já tratar da impugnação dos cálculos feita pelo Alvinegro. Se o Glorioso não honrar o pagamento até a data prevista, o valor da condenação passará por multas – e, consequentemente, aumentará. O jogador cobra salários atrasados da época em que defendeu o Botafogo.

Mario Bolatti chegou ao Botafogo em 2014, visando a disputa da Libertadores, por empréstimo junto ao Internacional. Ao todo, foram 46 partidas e quatro gols vestindo a camisa do Alvinegro. O argentino esteve presente no elenco que foi rebaixado à segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

O argentino não permaneceu para a disputa da Série B no ano seguinte e voltou ao clube de Porto Alegre, que detinha seus direitos. O meio-campista chegou ao Alvinegro na era Mauricio Assumpção.

Fonte: Terra