BOTAFOGO PERDE MUITOS GOLS, É DERROTADO E VÊ VANTAGEM NO G4 CAIR

Compartilhe:

Gegê disputa bola no alto em Salvador (FOTO: Edson Ruiz/Lancepress!)

Gegê disputa bola no alto em Salvador (FOTO: Edson Ruiz/Lancepress!)

Quem não faz… O Botafogo abusou de perder chances claras de gol e acabou derrotado pelo Vitória, por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, no Barradão (BA), em jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão. Lodeiro, Henrique e Rafael Marques tiveram oportunidades de colocar o Glorioso em vantagem, quando o jogo ainda estava no 0 a 0, mas desperdiçaram. O gol da partida foi marcado por William Henrique, no segundo tempo. O resultado foi ruim para as pretensões do Botafogo de conquistar uma vaga na Libertadores, já que Vitória, quinto, e Goiás, sexto, chegaram aos 43 pontos, seis a menos que o Alvinegro, agora em quarto.

Na próxima rodada, o Botafogo encara o Vasco, domingo, às 18h30, no Maracanã. Já o Vitória visita a Portuguesa, no mesmo dia e horário, no Canindé (SP).

LODEIRO PERDE GOL FEITO E AINDA EVITA OUTRO DE SEEDORF

O jogo começou como o esperado: com o Vitória partindo para cima, e com o Botafogo se aproveitando dos erros do time da casa para tentar balançar as redes. Logo aos 6 minutos, Lodeiro desperdiçou uma ótima chance de abrir o placar. Praticamente da marca do pênalti, o uruguaio conseguiu chutar para fora, cara a cara com Wilson. O lance despertou o Leão, que passou a incomodar mais no ataque, principalmente pela ponta direita, com Marquinhos. Em impedimento mal marcado, aos 22 minutos, o time da casa deixou de sair na frente do placar. Marcelo enfiou grande bola em profundidade para Marquinhos, mas o bandeirinha viu uma irregularidade, anulando o lance. O gol baiano parecia uma questão de tempo, principalmente por conta dos repetidos erros do Alvinegro na entrada da área defensiva. Para a sorte do Glorioso, Renan fez duas importantes defesas num mesmo lance que parecia gol certo. Renato Cajá chutou com força no ângulo, mas o goleiro alvinegro fez um milagre e espalmou. Na sequência, Renan ainda voltou a tocar na bola, desta vez para afastá-la da área.

Seedorf e Rafael Marques, tímidos no início, foram se soltando com o passar do tempo. Por outro lado, Lodeiro, em mais uma noite pífia, atrapalhava as tentativas de ataque. Além de ter perdido um gol feito logo no início da partida, o camisa 14 ainda evitou gol certo de Seedorf, ao entrar na frente de um chute do holandês. Displicente, o uruguaio ainda levou um cartão amarelo ao chutar uma bola para o gol em posição clara de impedimento. Pelo lado rubro-negro, o jovem Marcelo organizava o meio campo, apesar de fazer a estreia dele no profissional. Próximo ao fim da primeira etapa, o Vitória tentava chegar ao gol por meio de faltas e escanteios, mas esbarrava no grande números de jogadores do Botafogo na defesa. E, em meios a muitos erros e acertos de ambos os lados, o primeiro tempo terminou no 0 a 0.

VITÓRIA MARCA APÓS MUITA INSISTÊNCIA

Sem o inofensivo Lodeiro, o Botafogo voltou melhor no início do segundo tempo. Henrique, que entrou no lugar do uruguaio, teve duas boas oportunidades de abrir o marcador, mas vacilou nas finalizações. Na zaga, Renan brilhava com belas defesas, segurando a pressão do Vitória. Por volta dos 10 minutos, os torcedores presentes já questionavam o insistente 0 a 0, apesar das várias chances perdidas num lá e cá de tirar o fôlego. Aos 28 minutos, foi a vez de Rafael Marques tirar um ‘Uhhh’ da torcida do Botafogo. Seedorf fez ótima jogada pela ponta esquerda e cruzou na medida para o atacante, que mandou de cabeça, quase da pequena área, por cima do gol de Wilson.

Do outro lado, o Vitória aproveitava os repetidos erros do lateral Julio Cesar para avançar. Em mais uma jogada de toque de bola, o Rubro-Negro teve um pênalti ignorado pelo árbitro Alicio Pena Junior. Juan recebeu na entrada da área e acabou derrubado por Edilson, que chegou atrasado na bola. Para a surpresa geral, nada foi marcado. Mas nada de problema para o Vitória. Na jogada seguinte, o time da casa finalmente balançou a rede alvinegra. Depois de tabelar com Juan, Euller, que havia entrado há poucos minutos no jogo, achou o também suplente William Henrique, sozinho na área. O atacante não bobeou e mandou para o fundo do gol de Renan: 1 a 0. O jogo ainda teve outras oportunidades, mas nada capaz de alterar o placar. Apoiado pela torcida, o Vitória conseguiu segurar o resultado até o fim.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA 1 X 0 BOTAFOGO

Local: Barradão, Salvador (BA)
Data-Hora: 17/10/2013 – 21h (de Brasília )
Público/Renda:  16.086 pagantes / R$ 207.042,00
Arbitragem: Alicio Pena Junior (MG)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Fábio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Lodeiro e Renan (BOT); Juan (VIT)
Gols: William Henrique, 32’/2°T (1-0)

VITÓRIA: Wilson, Ayrton, Victor Ramos, Luiz Gustavo e Juan; Marcelo (Euller, aos 24’/2°T), Cáceres, Renato Cajá (William Henrique, aos 10’/2°T) e Escudero (Elizeu, aos 39’/2°T); Marquinhos e Dinei – Técnico: Ney Franco

BOTAFOGO: Renan, Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar (Lima, aos 39’/2°T); Marcelo Mattos (Alex, aos 39’/2°T), Renato, Lodeiro (Henrique – Intervalo), Seedorf e Gegê; Rafael Marques. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Fonte: Lancenet!

Comentários