Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Série B

20/06/21 às 16:00 - Aflitos

Escudo Náutico
NAU

X

Escudo Botafogo
BOT
Ler a crônica

Série B

17/06/21 às 19:00 - Do Café

Escudo Londrina
LON

X

Escudo Botafogo
BOT

Série B

13/06/21 às 16:00 - Raulino de Oliveira

Escudo Botafogo
BOT

3

X

0

Escudo Remo
REM
Ler a crônica

Botafogo pode igualar, contra Coxa, sua maior sequência de vitórias no Brasileiro

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

No primeiro turno, a irregularidade era marco do Botafogo. Tanto que o time não venceu dois jogos seguidos na primeira parte do Brasileirão. Isso agora fica no passado. Com Jair Ventura, as vitórias se tornaram corriqueiras no cotidiano alvinegro. E a regularidade – um marco do time no segundo turno – pode levar o Glorioso a igualar sua maior sequência de vitórias na história da competição.

Em 2008, o time comandado por Ney Franco – que substituíra Cuca – venceu seis jogos seguidos, contra Goiás, Atlético-PR, Figueirense, Palmeiras, Sport e Cruzeiro. Agora, em comum somente o clube catarinense. Além dele, triunfos contra Corinthians, Inter, Atlético-MG e Santa Cruz colocam o Glorioso próximo de igualar o feito. O adversário para alcançar a marca será o Coritiba, na Arena.

Segundo Jair, o sentimento é o melhor possível em poder estar escrevendo seu nome na história do clube. O técnico lembrou dos seus tempos de auxiliar em 2013, quando nem o time comandado por Oswaldo de Oliveira e que levou o Botafogo para a Libertadores conseguiu vencer seis vezes seguidas.

– É gostoso entrar de uma maneira positiva na história do clube. Trabalhei como auxiliar na equipe muito boa de 2013, e não conseguimos cinco vitórias. Quero parabenizar o grupo pelo empenho. Estou sempre tentando manter o foco de todos. Eles são profissionais e sabem da responsabilidade – disse.

Sem empatar com Jair Ventura

Além da sequência positiva, o Glorioso tem à seu favor o fato de possuir uma campanha “8 ou 80” neste Brasileirão: ou vence ou perde. Empatar não está no vocabulário do alvinegro com Jair. Desde que o comandante estreou, foram 11 vitórias e três derrotas. E o triunfo é critério para desempate na competição.

Notícias relacionadas
Comentários