Após o rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro, a Portuguesa disponibilizará nesta quarta-feira o volante Bruno Piñatares no Panela FC, plataforma online onde o torcedor consegue comprar parte dos direitos econômicos de atletas. Em meio a greve de funcionários, o clube paulista vê o novo negócio a forma de minimizar as dificuldades financeiras.  Até a próxima semana, o Botafogo deve seguir o mesmo caminho.

“Para o Panela, é muito importante contar com a Portuguesa. É um clube grande de São Paulo e mostra que o Panela está conquistando sucesso e se tornando uma força para os clubes. O Bruno é um jogador promissor, considerado uma das grandes contratações da Lusa. O torcedor que já está no Panela terá mais uma importante força para estudar e aplicar o seu conhecimento. Além disso, vale ressaltar que o Panela FC vai ajudar a Portuguesa, pois seremos uma nova fonte de receita ao clube”, afirmou Diego Fernandes. CEO do Panela FC, ao iG.

O uruguaio Bruno Piñatares, de 24 anos, foi apresentado na Portuguesa no fim do mês de julho e à época chegou ao lado do experiente Marcos Assunção. Antes, ele havia defendido o Rentistas, do Uruguai.

A grande novidade do Panela FC deve acontecer até a próxima semana, quando um acordo com o Botafogo será selado. Ameaçado no Brasileirão, o clube carioca também tem tido problemas para arcar os salários dos jogadores e vê o site como uma forma de conseguir recursos.

“Estamos acertando últimos detalhes para contarmos com jogadores de um importante clube carioca. Trata-se do Botafogo, que, como todos sabem , está passando por problemas financeiros e alguns empresários de jogadores do clube nos procuraram solicitando a inclusão deles (atletas) na plataforma. Seria também uma forma de ajudar o clube carioca”, completou Fernandes.

Além de Piñatares, outros cinco jogadores serão colocados no portal nesta quarta, são eles Rony (atacante do Remo), Silas (atacante do Piauí), Darlan Sousa (meia-atacante do Flamengo do Piauí), Dico (meia do Horizonte) e Samuel (lateral-esquerdo do Potiguar).

Fonte: iG