20:25: diretor financeiro Marcelo Murad.

O Refis se divide em dois. Um para antes e um para após dezembro de 2008. A dívida até dezembro de 2013 é de 97 milhões de reais. Pagando à vista seria de 56 milhões de reais. O Botafogo optou por 180 meses, com entrada de cinco parcelas de 2,163 milhões de reais e prestação mensal de 288 mil reais.

Essa despesa seria descontada direto do contrato da televisão.

“O Botafogo tem uma única antecipação de receita com a TV que se encerra em dezembro de 2015.” Em 2015 o Botafogo tem a receber da TV pouco mais de 200 mil por mês já descontados o valor antecipado e o pagamento mensal do Refis.

20:52: diretor financeiro Marcelo Murad.

Confirma o número de 68 milhões de reais para fechar o ano, e diz que estão tentando vender algum jogador para obter recursos.

Que para 2015, restam apenas 5 milhões de reais a receber da TV no ano inteiro, já considerando os parcelamentos do Refis.

Sobre patrocínio não sabe dizer, pois “não é do departamento comercial”.

Sobre salários, diz que nenhum dos executivos do clube recebe há três meses, como os funcionários.

Fonte: Botafogo Sem Medo