O Botafogo vive a expectativa de voltar a usar o Engenhão. Embora o prazo estabelecido pela Prefeitura do Rio para a conclusão das obras no estádio termine em novembro de 2014, o diretor executivo do clube Sérgio Landau levantou a possibilidade do alvinegro usar o Engenhão ainda na Libertadores com o estádio apenas parcialmente aberto.

– As obras estão num ritmo que a gente não tem medo deste prazo (não ser cumprido). O sentimento é que há a possibilidade de uso parcial do estádio, principalmente num momento em que o Maracanã quer preservar o gramado para a Copa do Mundo. O uso apenas da parte inferior (do Engenhão) permite um público de 25 mil lugares. Mesmo com suas limitações, ainda é o maior estádio do Rio depois do Maracanã – afirmou o diretor executivo.

Em março de 2013, um problema estrutural na cobertura do Engenhão foi detectado e o estádio teve que ser interditado. O estádio foi construído pela Prefeitura do Rio para os Jogos Pan-Americanos e é administrado pelo Botafogo desde 2007. Em 2013, o Botafogo fez um acordo com a concessionária que administra o Maracanã e utilizou o estádio ao longo do Brasileiro.

Fonte: O Globo Online