Lutando por uma vaga na Libertadores, dependendo apenas das próprias forças, mas sem confiança por não vencer há quatro partidas no Campeonato Brasileiro. Esse é o Botafogo que recebe o Cruzeiro neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no Nilton Santos, pela última rodada da competição.

O Botafogo, que vem de derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, é o oitavo colocado com 52 pontos e um triunfo o garante, pelo menos, na fase preliminar do torneio continental.

Caso não consiga vencer, o Alvinegro ainda pode avançar, desde que Chapecoense, Atlético-MG e Bahia tropecem, respectivamente, em Coritiba, Grêmio e São Paulo. Já o Cruzeiro, que vem de derrota por 1 a 0 para o Vasco em casa, soma 56 pontos e cumpre tabela. O time já está garantido na Libertadores por ter conquistado a Copa do Brasil.

Jair Ventura, comandante do Botafogo, se mostra confiante na classificação mesmo com o momento irregular e se apega ao que aconteceu no ano passado, quando o time conseguiu a vaga na última rodada, com um triunfo por 1 a 0 sobre o Grêmio, no Rio Grande do Sul.

“Podemos conquistar a vaga e vamos lutar por ela. No ano passado também nos classificamos na última rodada. O Botafogo não deixa a vontade de lado um só momento e vamos trabalhar muito em busca da vitória”, enfatizou.

Atendendo a um pedido dos principais líderes do elenco, nenhum jogador deu entrevistas antes da partida. A maioria dos treinos também foi fechada.

Para este compromisso, o Botafogo tem muitos desfalques. O lateral-esquerdo Gilson, os volantes Bruno Silva e João Paulo e o atacante Rodrigo Pimpão cumprem suspensão por acúmulo de cartões amarelos. Víctor Luis está confirmado.

Matheus Fernandes vai herdar uma das vagas no meio e Marcos Vinícius deve ser o escolhido para a outra. Dudu Cearense e Fernandes correm por fora. No ataque, se Brenner estiver totalmente recuperado de dores no ombro direito, assumirá a vaga de Pimpão, formando dupla com Guilherme. Do contrário, Vinícius Tanque assume o posto.

O Cruzeiro já não sonha com nada no Brasileirão. A equipe mineira está classificada para a Libertadores 2018 com a conquista da Copa do Brasil. Então, para o técnico Mano Menezes, somente os testes interessam.

Sem Ezequiel e Rafael Galhardo para a lateral direita, ambos no departamento médico atualmente, a equipe precisou puxar garotos da base para suprir as ausências nos treinamentos. No entanto, na posição terá uma improvisação: o volante Lucas Romero será acionado para fechar o ano celeste. Ele já trabalhou por ali e se destacou.

Do outro lado, Bryan terá mais uma chance para mostrar seu trabalho. É provável que o jogador não fique para a próxima temporada, já que não conta com a confiança da comissão técnica. Sem Diogo Barbosa, a diretoria já confirmou a contratação de Egídio e espera anunciar mais um nome na posição.

No gol, Rafael segue entre os titulares. O capitão Fábio faz trabalhos internos e não vai para o jogo contra o Botafogo. Terminando a defesa, Murilo voltou aos trabalhos após se recuperar de dores musculares. Já o zagueiro Léo está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e dá vaga a Digão.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO X CRUZEIRO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 3 de dezembro de 2017 (Domingo)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Marcos Vinícius e Leonardo Valencia; Guilherme e Brenner (Vinícius Tanque). Técnico: Jair Ventura

CRUZEIRO: Rafael, Lucas Romero, Murilo, Digão e Bryan; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Thiago Neves e Rafinha; Arrascaeta. Técnico: Mano Menezes

Fonte: ESPN.com.br