As vitórias diante de Corinthians, Flamengo e Chapecoense elevaram o Botafogo de patamar. De situação complicada na luta contra o rebaixamento, o time passou a olhar para a tabela com certa tranquilidade. Neste domingo, às 17h, o Alvinegro recebe o Internacional, no Nilton Santos e pode afastar de vez o risco de queda em caso de novo triunfo.

Mais que isso. Caso conquiste o 12º ponto nos últimos quatro jogos disputados, o Alvinegro se permitirá sonhar com algo maior no Campeonato Brasileiro. Se algum torcedor falasse brigar por uma vaga na Libertadores no início de novembro certamente seria chamado de lunático por qualquer outro botafoguense.

Ainda que difícil, não deixa de ser um sonho. De fato, a luta ainda é pelo rebaixamento por mais improvável que seja após o time chegar aos 44 pontos e abrir sete pontos de vantagem para a Chapecoense, hoje a primeira na zona da degola. Matematicamente, no entanto, o Alvinegro quer pelo menos mais dois pontos. Portanto, uma vitória sobre o Inter neste domingo resolveria o problema.

“É difícil, mas a gente pode sonhar com o que quiser. Estamos com os pés no chão e sabemos dos objetivos que temos que alcançar. Agora é pensar na conquista dos três pontos”, disse Brenner, que reencontra o Internacional no próximo duelo como titular do Botafogo.

Isso porque Kieza volta a ser relacionado após se recuperar de lesão na coxa. O atacante, no entanto, ficará no banco de reservas. O técnico Zé Ricardo optou pela sequência de Brenner mesmo com o camisa 9 tenha marcado apenas um gol nos quatro jogos em que foi titular – de pênalti contra o Atlético-PR.

Além de Kieza, o Botafogo conta com o retorno de Rodrigo Lindoso, que cumpriu suspensão automática na vitória sobre a Chapecoense. Dudu Cearense ficará no banco de reservas. Por outro lado, o Alvinegro ainda não poderá contar com João Paulo e Jean, ambos em fase final de transição.

BOTAFOGO X INTERNACIONAL

Data e hora: 18/11/2018 (Domingo), às 17h (Brasília)
Local: estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta (ambos do PR)

Botafogo
Gatito Fernandez; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Leo Valência e Luiz Fernando; Erik e Brenner
Técnico: Zé Ricardo

Internacional
Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, D’Alessandro e Nico López; Leandro Damião.
Técnico: Odair Hellmann

Fonte: UOL