Botafogo e Bahia terão a oportunidade final para fazer um tira-teima em 2018. Neste sábado, às 16h, os times se encontrarão pela quarta vez na temporada. O duelo ganhou rivalidade principalmente após o Tricolor eliminar o Alvinegro na Sul-Americana, no mês passado. Além disso, há todo um drama envolvendo a luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O Botafogo tenta ao máximo descaracterizar o jogo do termo “revanche”. O técnico Zé Ricardo, por exemplo, deixa claro que a partida já é importante o suficiente pelo o que está em jogo no Brasileiro. As equipes estão em zona perigosa na classificação e querem se afastar cada vez mais dos quatro últimos colocados.

“Nosso sentimento está todo voltado para o Brasileiro, uma partida fundamental. Os atletas estão mais do que conscientes para esse jogo. Logicamente gostaríamos de ter passado pela Sul-Americana, mas é outra realidade agora, outro momento”, disse o treinador do Botafogo.

E para conquistar os três pontos, o Alvinegro pede a presença maciça da torcida. O técnico lembra que com as arquibancadas cheias, o time teve bom rendimento e conseguiu grandes resultados.

“Todas as equipes tentam fazer do seu campo sua força maior, manter uma média de pontos. Com a gente não é diferente, um estádio onde eventualmente treinamos e jogamos, nos sentimos à vontade. O mais importante com a torcida fazendo uma festa bonita, como fez contra o Nacional-PAR e Bahia. Conseguimos duas vitórias, uma levou para os pênaltis e infelizmente não conseguimos a classificação. Ficou evidente que a torcida empurra e dá confiança para vencer. Isso que eu espero, a gente possa ter a felicidade de ver o estádio cheio”, afirmou Zé Ricardo.

Para o jogo, o Botafogo não poderá contar com Matheus Fernandes e Joel Carli, suspensos. O treinador ainda não sabe qual o time que mandará em campo, pois Jean ainda não tem retorno confirmado. Assim, Marcelo poderá ser improvisado no meio e abris espaço para Yago na defesa. A reposta somente na hora do jogo.

BOTAFOGO X BAHIA

Data e hora: 20/10/2018, sábado, às 16h (horário de Brasília)
Local: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Jorge Eduardo Bernardi (RS)

Botafogo
Saulo; Marcinho, Marcelo (Yago), Rabello e Gilson (Moisés); Jean (Marcelo), Lindoso, Bochecha e Luiz Fernando; Erik e Kieza
Técnico: Zé Ricardo

Bahia
Douglas; Bruno, Douglas Frolli, Lucas Fonseca e Léo; Nilton, Gregore, Zé Rafael,  Ramires e Élber; Gilberto
Técnico: Enderson Moreira

Fonte: UOL