O projeto Botafogo Sem Dívidas completou, neste início de novembro, 10 meses no ar com marcas interessantes: atingiu R$ 150 mil em pagamento de DARFs e, de quebra, acaba de quitar a 10ª dívida do Botafogo com a Receita Federal.

“Essa média de pagar uma dívida por mês tem sido ótima. Saber que já eliminamos 10 dívidas do nosso clube nos motiva demais a continuar evoluindo com o projeto. Outra coisa legal foi identificar pagamentos de todos os estados do Brasil, incluindo, é claro, o Distrito Federal. O amor pelo Botafogo está espalhado pelo Brasil, e sabíamos que o Botafogo Sem Dívidas também se espalharia pelo país. Nossa torcida tem esse perfil nacional”, aponta Claudio Macedo, um dos idealizadores do projeto.

O Rio de Janeiro lidera os pagamentos entre os estados brasileiros, e já foram pagos DARFs por botafoguenses que moram na Itália, nos Estados Unidos, na Inglaterra e em Portugal.

O site fará neste dia 7 de novembro a 4ª edição da campanha #Dia7SemDívidas, que estimula os alvinegros a fazerem um esforço adicional todo dia 7, pagando DARFs e alavancando o projeto. Claudio diz que “o dia 7 de cada mês costuma representar cerca de 15% da arrecadação mensal. O botafoguense é identificado com o número 7 e tem comprado a ideia, mas queremos crescer muito mais”.

Mais sobre o Botafogo Sem Dívidas:

Idealizado no segundo semestre de 2013 por um grupo de torcedores do time, o projeto entrou no ar em janeiro de 2014 pretende contar com a contribuição dos torcedores através do site http://www.botafogosemdividas.com.br/ para que as dívidas financeiras do clube com a Fazenda Nacional sejam sanadas. A colaboração pode ser feita em qualquer valor a partir de R$ 20. O pagamento vai direto para a dívida do Botafogo, sem passar por terceiros.

Em agosto de 2014, o site lançou forte campanha na internet intitulada #Dia7SemDívidas para tentar criar uma rotina de pagamentos mensais entre os torcedores, aproveitando a mística do número 7 entre os alvinegros.

Site: http://www.botafogosemdividas.com.br/

Facebook: facebook.com/botafogosemdividas

Twitter: @BFRSemDividas

Fonte: Botafogo Sem Dívidas