BOTAFOGO SOFRE DE NOVO EMPATE NO ÚLTIMO LANCE

Compartilhe:

O Botafogo atuou sem sua principal estrela – Seedorf foi vetado momentos antes do confronto – e, mesmo assim, vencia até os 48min do segundo tempo. Porém, o Atlético-MG reagiu e empatou no fim com Luan. Com o resultado de 2 a 2, o time carioca perdeu a liderança para o Cruzeiro, que venceu o Criciúma e está com os mesmos 24 pontos, mas tem saldo de gols superior. Elias e Lodeiro balançaram as redes para o clube de General Severiano, enquanto que Ronaldinho fez o primeiro dos mineiros.

O jogo entre Botafogo e Atlético-MG começou como todos esperavam: em grande velocidade, com toques curtos e inteligentes. Os donos da casa buscavam o gol, mas tiveram que se preocupar com os contra-ataques do visitante, que chegou com perigo com Gabriel e Lodeiro antes mesmo dos cinco minutos iniciais.

E com tantas chances, o Alvinegro carioca abriu o placar aos 14min. Lodeiro cobrou escanteio fechado e Elias desviou para vencer Victor: 1 a 0. Em desvantagem, o Atlético-G saiu ainda mais para o ataque e pressionou o Botafogo em seu campo de defesa. O empate só não saiu porque Jefferson fez três grandes defesas em chutes de Ronaldinho e Luan.

Mas o Galo estava afim de jogo e o gol de empate veio em seguida. Ronaldinho Gaúcho cobrou falta com perfeição, sem qualquer chance para Jefferson, aos 28min. A bola ainda tocou no travessão antes de estufar as redes.

As equipes ficaram satisfeitas com o empate e diminuíram o  ímpeto ofensivo e a partida ficou muito disputada no meio de campo. Alguns lances passaram do ponto, como de Josué, que deu carrinho em Marcello Mattos e recebeu o cartão amarelo.

Na volta do intervalo, as equipes mantiveram o ritmo alucinante da etapa inicial. O Atlético-MG estava determinado em buscar a virada, mas foi o Botafogo que voltou a ficar na frente do placar. Lodeiro recebeu pela direita e acertou o ângulo direito de Victor: 2 a 1.

Em desvantagem, o Atlético-MG estava decidido a não acumular a quarta derrota consecutiva após a conquista da Libertadores. Cuca lançou Rosinei e Júnior César, nas vagas de Josué e Richarlyson e deixou o Galo mais ofensivo. Já Oswaldo, trocou um atacate por outro: saiu Elias e entrou Sassá.

Com o passar do tempo, os ânimos ficaram ainda mais exaltados e o jogo pegou fogo. Completamente aberto, ambas as equipes buscavam o ataque. O Atlético-MG se lançou ao ataque e deu espaços para o Botafogo matar a partida. Aos 34min, os torcedores mineiros reclamaram com razão. Dória errou a bola e caiu em cima de Luan dentro da área. O juiz ignorou a falta e mandou a jogada seguir.

Após o lance, o Botafogo reinvidicou de atacar, tanto que Oswaldo trocou Vitinho por Lucas Zen. A proposta era clara. Segurar o Atlético-MG e a vitória. Mas o clube de General Severiano foi castigado. Luan conseguiu gol salvador no fim e decretou o empate: 2 a 2.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 7/8/2013 – às 21h50
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Paulo César Silva Faria (MT)
Cartões amarelos: Pierre, Josué, Luan (CAM); Gabriel, Lodeiro, Júlio César, Bolívar e Jefferson (BOT)
Público e Renda: 11.332 pagantes /R$373,800

Gols: Elias – 14’/1ºT (0-1); Ronaldinho – 28’/1ºT (1-1); Lodeiro – 14’/2ºT (1-2); Luan – 48’/2ºT (2-2)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson (Júnior César – 28’/2ºT); Pierre, Josué (Rosinei – 24’/2ºT), Luan, Diego Tardelli (Elder – 22’/2ºT) e Ronaldinho; Jô. Técnico: Cuca.

BOTAFOGO: Jefferson; Gilberto, Dória, Bolívar e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro (André Bahia – 48’/2ºT) e Elias (Sassá – 29’/2ºT); Vitinho (Lucas Zen – 44’/2ºT) e Rafael Marques. Técnico: Oswaldo de Oliveira.



Fonte: UOL (texto) e Lancenet! (ficha)
Comentários