O Botafogo vive um momento delicado, mas de esperança após a contratação do técnico novato Eduardo Barroca. O time não vence uma partida desde 21 de março (4 a 1 sobre a Portuguesa) e precisa reagir nos próximos dez dias – quando fará três jogos no Rio de Janeiro. No período, foi eliminado do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil.

Desde o jogo em questão, o Alvinegro empatou com Americano e Juventude. Na sequência, foi derrotado pelos gaúchos e também pelo São Paulo (2 a 0, na estreia do Campeonato Brasileiro). É preciso mudar o rumo da prosa, principalmente para que a boa relação com a torcida seja retomada e Barroca tenha tranquilidade para trabalhar.

A sequência começa na próxima quinta-feira, às 20h, no Nilton Santos. O Botafogo receberá o Bahia. No domingo, será a vez do Fortaleza, às 16h, também no Engenhão.

O time segue no Rio, ainda que atue como visitante no clássico contra o Fluminense, dia 11, às 16h, no Maracanã. As cartas estão na mesa e nenhum cenário poderia ser mais favorável para que Eduardo Barroca, Botafogo e torcida se reencontrem.

Caso contrário, o Alvinegro seguirá em meio ao turbilhão e terá dificuldades para conduzir a sequência do ano.

“Colocaremos em prática o nosso melhor. Teremos jogos na quinta e no domingo. Precisamos repetir tudo de bom que apresentamos contra o São Paulo diante de Bahia e Fortaleza. Acho que fizemos muita coisa boa”, comentou Barroca.

Fonte: UOL