O dinheiro liberado pelo Sindeclubes, cerca de R$ 2,5 milhões para quitar um mês de salários a funcionários e jogadores, não será suficiente para pagar a todos. Seis atletas ficaram fora da lista e, não receberão seus vencimentos: André Bahia, Bolívar, Lucas, Marcelo Mattos, Bolatti e El Tanque Ferreyra. A diretoria já comunicou aos jogadores, o que acabou causando revolta no elenco. Os depósitos dos cheques começaram a ser feitos nesta terça-feira (12/08). O Botafogo alega que os salários destes atletas são os mais altos do time e, por isso, o dinheiro não seria o suficiente. Porém, o salário do atacante Ferreyra é de R$ 50 mil. Os jogadores já conversaram com o técnico Vágner Mancini e se posicionaram sobre o assunto. Alguns não queriam receber em solidariedade aos seus companheiros. A diretoria ficou de passar nesta quarta-feira uma posição, já que está junto a um grupo de investidores tentando levantar a verba necessária para que os seis recebam seus vencimentos.

Vivendo grave crise financeira, a diretoria do Botafogo está encontrando dificuldades para manter um bom relacionamento com os jogadores. Vale a pena lembrar que na semana passada, o grupo manifestou a sua insatisfação após tomar conhecimento de que dois jogadores (Dória e Gabriel) haviam recebido salário. Na ocasião, os jogadores cobraram explicações do gerente de futebol, Wilson Gottardo, antes de um treinamento no campo anexo do Engenhão.

Fonte: Site da Rádio Tupi