Depois de ser derrotado pelo Corinthians por 3 a 1 e voltar para a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Botafogo busca a reação nesta quarta-feira, às 21 horas (de Brasília), quando recebe o Figueirense no Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG), pela décima rodada da competição.

O time carioca, que soma oito pontos, precisa vencer para não se complicar ainda mais no torneio. Para agravar o caso, o rival da noite, que tem 12 pontos, ganhou embalo após o triunfo por 3 a 2 sobre o então líder Internacional, no fim de semana. Se ganhar, o representante catarinense pode se aproximar do G-4, a zona de classificação para a Copa Libertadores.

Ricardo Gomes, técnico do Botafogo, lembrou a seus comandados a importância de conquistar os três pontos em um campeonato tão equilibrado.

“Nós ganhamos do América-MG (3 a 1) na semana passada e deixamos a zona de rebaixamento. Isso mostra o peso de um resultado positivo e de um negativo, pois perdemos depois e voltamos a ficar em uma posição incômoda na tabela. Temos que seguir conseguindo os três pontos como mandantes, pois logo encontraremos o equilíbrio para buscarmos pontos longe de nossos domínios”, disse Gomes.

O bom momento do Figueirense acendeu um sinal de alerta no elenco botafoguense. Os jogadores mostraram preocupação com o adversário.

“Vamos enfrentar o Figueirense em um momento em que o adversário vem conseguindo crescer na competição, inclusive por conta da vitória no fim de semana. Mas o Campeonato Brasileiro não permite escolha de adversário e temos que ir com o pensamento de somarmos os três pontos. Respeitamos o time deles, mas vamos precisar nos impor como mandantes”, avisou o lateral-direito Luis Ricardo.

Mais uma vez o Botafogo sofre com desfalques, já que o meia Leandrinho e o atacante Sassá, ambos com dores musculares, foram vetados. Para a vaga do primeiro, a tendência é que Camilo seja o escolhido e faça a sua estreia. Já no ataque, Ribamar ganha o posto. A boa notícia fica por conta do retorno do volante Airton, recuperado de dores na coxa esquerda. Ele reassume o lugar que foi de Fernandes diante do Corinthians.

Pelo lado do Figueirense, o técnico Vinícius Eutrópio aposta no amadurecimento da equipe para pontuar como visitante.

“Fizemos um grande jogo contra o Internacional, então líder, e isso com certeza contribui bastante para o amadurecimento do Figueirense como time. Temos condições de crescer mais e, para isso, um passo a dar é conseguir uma boa vitória sobre o Botafogo. Não vai ser tranquilo, pois eles têm muita torcida em Juiz de Fora e jogarão em casa. Mas temos boas condições de pontuar”, afirmou Eutrópio.

O Figueirense terá mudanças para essa partida. O goleiro Gatito Fernández e o atacante Dudu, que cumpriram suspensão contra o Inter, reaparecem. O primeiro reassume o lugar que foi ocupado por Thiago Rodrigues, enquanto o segundo vai substituir a principal estrela da companhia, Rafael Moura, que fica de fora por conta de dores musculares na perna direita. Após bater a cabeça e ter uma crise de convulsão diante do Colorado, o volante Elicarlos será substituído por Jackson Caucaia.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO-RJ X FIGUEIRENSE-SC

Local: Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data: 22 de junho de 2016, quarta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Pablo Almeida da Costa (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)

BOTAFOGO: Sidão; Luis Ricardo. Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Airton, Bruno Silva, Yaca Núñez e Camilo; Neilton e Ribamar. Técnico: Ricardo Gomes

FIGUEIRENSE: Gatito Fernández; Ayrton, Marquinhos, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Jackson Caucaia, Ferrugem, Bady e Ermel; Dudu e Lins. Técnico: Vinícius Eutrópio

Fonte: ESPN.com.br