O Botafogo vai à Justiça buscar seus direitos por ter seus símbolos usados sem autorização num vídeo de humor do canal Porta dos Fundos, que serviu de ação de marketing para o lançamento da nova camisa do Flamengo. O vídeo satiriza os patrocínios pontuais do Alvinegro e ainda zomba com o Glorioso com músicas provocativas no fim. Em entrevista ao Globoesporte.com, o presidente Carlos Eduardo Pereira desabafou.

– Tenho formação em marketing e posso dizer que esse vídeo deve ter sido feito por um estagiário. É um absurdo usarem nossas cores e escudo sem a nossa autorização. Além disso, é a primeira vez que vejo o vice-campeão gozar do campeão. Foi amadorismo de estagiário. Para ficar bacana faltou o gol do Tomas (na vitória por 1 a 0 do Botafogo, no último encontro entre os rivais), e o Flamengo sofrendo para fazer um golzinho no Nova Iguaçu (na última rodada da Taça Guanabara). A Adidas não pode usar o símbolo do Botafogo sem a nossa autorização. Vamos buscar os nossos direitos. Achei o vídeo muito fraco. Choro de vice-campeão. Mas a gente entende a freguesia deles – ironizou.

Domingos Fleury, vice-presidente jurídico do Botafogo, contou que está estudando medidas, mas que o clube ai correr atrás dos seus direitos na Justiça.

– Estou fora do Rio de Janeiro e tomei conhecimento desse vídeo hoje (sexta-feira). Estamos estudando medidas e vou poder explicar melhor na próxima semana. O que posso assegurar é que o Botafogo vai buscar seus direitos. O “Porta dos Fundos”, o Flamengo e a Adidas foram muito infelizes nessa tentativa de promoção. Eles não poderiam ter usado a marca Botafogo sem a autorização do Botafogo – afirmou Fleury ao Globoesporte.com.

Fonte: Globoesporte.com