O Botafogo não tem dúvidas de quem será seu grande líder na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.  Apesar do alto custo, Jefferson é visto como prioridade pela diretoria na montagem do elenco para a próxima temporada. Com vencimentos em R$ 380 mil, o goleiro será o único atleta com salário alto.

O Botafogo projeta gastar R$ 20 milhões com o futebol em 2015. Isso representa uma folha salarial de aproximadamente R$ 1,6 milhão. Com isso, a diretoria terá poucos jogadores com salários próximos dos R$ 100 mil. A maioria ficará na média de R$ 50 mil, o que quer dizer que o Alvinegro terá um elenco sem grandes estrelas.

A única exceção será Jefferson. O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, deixa clara a situação. O clube precisa reduzir custos, mas Jefferson não está incluído nesse sentido. O goleiro tem uma dívida de R$ 2 milhões de salários atrasados e quer resolver essa questão para ficar em 2015. A diretoria não só apresentará uma solução nesse sentido, como fará uma proposta de renovação por mais três anos.

“Sabemos que o Botafogo tem um valo para pagar ao Jefferson e esperamos que com a volta ao Ato Trabalhista o clube tenha acesso a verbas que possam resolver essa situação. Assim, queremos renovar com o goleiro da seleção brasileira pelos próximos três anos, que é o tempo da nossa gestão”, disse o presidente à Rádio Tupi.

“O marketing será uma ferramenta fundamental no sentido que tenhamos esse equacionamento e começar 2015 com toda a tranquilidade. Queremos um acordo adequado à realidade do Botafogo. Será um esforço muito grande para nós, mas é importante manter o Jefferson”, concluiu.

O departamento de marketing do Botafogo irá se reunir com membros da diretoria que passarão os valores do custo de Jefferson para o clube. Com os números em mãos, o Alvinegro sairá no mercado atrás de parceiros que estejam dispostos a fazer um patrocínio específico com o goleiro.

Fonte: UOL