Leandrinho marcou o primeiro gol como profissional do Botafogo (FOTO: Vitor Silva/SSPress)Leandrinho marcou o primeiro gol como profissional do Botafogo (FOTO: Vitor Silva/SSPress)

Mesmo perdendo três chances incríveis na partida, o Botafogo conquistou a vitória diante do Boavista por 1 a 0, em Bacaxá, pela sétima rodada da Taça Guanabara do Campeonato Carioca. O fato curioso da partida ficou por conta de uma paralisação aos 40 minutos da etapa final por conta de um drone que sobrevoava o estádio.

O time comandado por Ricardo Gomes ficou na terceira posição com 14 pontos ganhos e saldo de gols de 4. Com isso, enfrentará o Fluminense que terminou na segunda colocação com o mesmo número de pontos, mas um saldo maior.

A equipe comandada por Rodrigo Beckham perdeu a invencibilidade em casa e finalizou esta etapa como sexto colocado com seis pontos. Com isso, se classificou para a Taça Rio ao lado do Volta Redonda.

A partida começou sem grandes emoções e com muitos erros de passes. Aos 25 minutos, Luís Henrique chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro. Bruno Silva, livre dos zagueiros na marca do pênalti, furou o chute de forma bizarra.

Um minuto depois veio a resposta dos donos da casa. Guilherme Costa fez jogada pela direita e tocou para Thiaguinho na área. O lateral chutou forte, mas o goleiro Jefferson fez grande defesa.

O Boavista seguiu perigoso e marcou o primeiro gol da partida, mas o juiz anulou. Aos 32 minutos, Willian Maranhão chutou de fora da área no canto de Jefferson, que fez boa defesa. A bola sobrou para Matheus Paraná, que em posição irregular, chutou para o fundo das redes.

No final da primeira etapa, aos 43, os visitantes perderam outra oportunidade incrível. Luis Ricardo lançou Neilton na linha de fundo, que cruzou para Luís Henrique. O atacante, completamente livre, pegou mal na bola.

Na volta do intervalo, Ricardo Gomes colocou Ribamar no lugar de Luís Henrique. Logo aos três minutos foi a vez do Botafogo ter um gol irregular. Luis Ricardo lançou Neilton na área, que chutou na saída de Vinícius. O árbitro marcou impedimento do atacante.

Aos 26 minutos, Leandrinho entrou na partida no lugar de Salgueiro e apenas três minutos depois balançou as redes. Ribamar ficou de frente com Vinícius e chutou para defesa do goleiro. No rebote, Leandrinho chuta fraco, mas a bola entrou no fundo das redes.

O Botafogo ainda perdeu mais uma oportunidade de ampliar o marcador aos 36 minutos. Neilton deu um chutão e a bola sobrou para Ribamar de frente para o gol, mas o atacante parou no goleiro outra vez.

Aos 40 minutos, o árbitro paralisou a partida por um minuto por conta de um drone que sobrevoava o estádio.

FICHA TÉCNICA
BOAVISTA 0 X 1 BOTAFOGO

Local: Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema (RJ)
Data/Hora: 17/4/2016, às 16h
Árbitro: Mauricio Machado Coelho
Cartões amarelos: Thiaguinho, Willian Maranhão (BOA); Emerson Silva, Rodrigo Lindoso, Luis Henrique (BOT);
Gols: Leandrinho, 29’/2ºT (0-1)

BOAVISTA: Vinícius, Thiaguinho (Léo Cunha, 26’/2ºT), Victor (Marquinho, 31’/2ºT), Anderson Luiz e Davi; Douglas Pedroso, Willian Maranhão, Júlio César e Guilherme Costa; André Luis e Matheus Paraná (Nicácio, 3’/2ºT). Técnico: Rodrigo Beckham

BOTAFOGO: Jefferson; Luís Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Gegê (Gervasio Núñez, 26’/2ºT) e Salgueiro (Leandrinho, 26’/2ºT); Neilton e Luís Henrique (Ribamar, intervalo). Técnico: Ricardo Gomes.

Fonte: ESPN.com.br (texto) e O Dia Online (ficha)