O Botafogo entra em campo neste domingo, às 17h, em Bacaxá (RJ), contra o Boavista, fazendo sua melancólica despedida da Taça Guanabara. Sem chances de classificação para as semifinais, o Alvinegro tem como único objetivo não terminar a competição na condição de lanterna do Grupo C, posição que ocupa até a bola rolar na Região dos Lagos (RJ).

A situação pode se tornar ainda mais vergonhosa caso seja o Botafogo derrotado e o Madureira – último colocado do Grupo B, também com 1 ponto – tire a diferença que hoje é de dois gols para o Alvinegro. Se isto acontecer, o clube de General Severiano terá feito a pior campanha entre os 12 participantes. Até o momento, o Glorioso ainda não venceu e soma um empate e três derrotas, tendo feito dois gols e sofrido quatro.

Considerando o regulamento do Campeonato Carioca, outro ponto de preocupação é em relação à pontuação geral, já que a outra forma de se chegar à semifinal do Estadual sem ser conquistando a Taça Guanabara ou a Taça Rio é ficando em uma boa colocação no somatório dos dois turnos.

“Sem dúvida me preocupa. Temos que ser fortes para absorver as pancadas. Ninguém aqui imaginava estar nessa situação após quatro rodadas. Na vida, nada é para sempre. Temos trabalhado bastante e vamos tentar recuperar a confiança do grupo, que fica abalada após um início tão irregular. Só nós podemos sair dessa situação. A responsabilidade é nossa”,disse o técnico Zé Ricardo.

O treinador, inclusive, fará mudanças na equipe, tanto de ordem tática quanto de jogadores.

“A campanha nos pressiona. Dentro da construção, vamos manter as convicções, mas certamente vamos ter que fazer algumas alterações. Seja de peças ou maneira de jogar. Esperamos já uma melhora contra o Boavista. Não temos outra receita que não seja trabalhar bastante”, declarou o comandante.

O clima no Alvinegro não é nada ameno, o que fez com que o presidente Nelson Mufarrej viesse a público para expor as cobranças feitas sobre o elenco. Um novo tropeço pode fazer o barril de pólvora explodir e agravar ainda mais o cenário botafoguense.

BOAVISTA X BOTAFOGO

EstádioNilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 03/2/2019, às 17h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha e Carlos Henrique Alves de Lima Filho

BOAVISTA
Rafael; Thiago Silva, Elivelton, Rafael Marques, Jean (Christiano); Douglas Pedroso, Vitor Faísca, Lucas (Tartá), Renan Donizete e Arthur; Dija Baiano.
Técnico: Eduardo Allax

 BOTAFOGO
Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Helerson (Gabriel) e Jonathan (Gilson); Wenderson, Bochecha e Alex Santana; Luiz Fernando, Leandro Carvalho e Kieza (Rodrigo Pimpão).
Técnico: Zé Ricardo.

Fonte: UOL